Repositório Digital

A- A A+

Comunicação entre equipe, familiares e pacientes em cuidados paliativos : uma revisão

.

Comunicação entre equipe, familiares e pacientes em cuidados paliativos : uma revisão

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comunicação entre equipe, familiares e pacientes em cuidados paliativos : uma revisão
Autor Pozebom, Desirée Leopoldo
Orientador Kruse, Maria Henriqueta Luce
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Assistência ao paciente
Cuidados paliativos : Enfermagem
Equipe de assistência ao paciente
Relações profissional-família
Resumo Os cuidados paliativos compreendem uma abordagem de assistência ao paciente que se encontram sem possibilidades de cura, onde o principal objetivo é melhorar a qualidade de vida deste paciente, para isto a boa comunicação é essencial, pois é por meio da conversa que é identificada os desejos e as aflições deste indivíduo. O objetivo desta revisão é conhecer a opinião dos profissionais da área da saúde que atuam em cuidados paliativos, expressada nos artigos publicados em revistas cientificas, a respeito da comunicação entre a equipe multiprofissional, familiares e pacientes em cuidados paliativos. Foi realizada uma busca no Google acadêmico com o descritor: cuidados paliativos e comunicação. O corpus de análises deste estudo é composto por 25 trabalhos que se tratavam do assunto. A falta de preparo da equipe profissional para lidar com pacientes terminais foi a dificuldade mais destacada como obstáculo para boa comunicação. A medicina curativa também foi bastante abordada, onde os pacientes recebem um tratamento centralizado na cura, no entanto em cuidado paliativos isto é ineficaz, e traz dor e sofrimentos desnecessários ao paciente terminal. Locais de comunicação inadequados, a perda da identidade do paciente, onde são tratados como uma doença e não como um ser, a falta de sensibilidade e pouca comunicação não verbal são, também, dificuldades enfrentadas pelos pacientes e pelos familiares abordados neste trabalho. Foram destacados, também, quais os mecanismos para facilitar a comunicação, onde o uso da espiritualidade e da religião mostrou ser benéfico ao paciente, trazendo paz e conforto, cabe ao profissional estar participando deste momento de reflexão e tranquilidade do paciente e da família. O uso da musicoterapia e a participação dos pacientes em grupos de ajuda também são meios de melhorar a comunicação. Portanto, o profissional tem um grande desafio que é o diálogo com um paciente fragilizado pela doença, pela dor física e principalmente pela dor emocional que esse momento traz. É preciso empenho, paciência e conhecimento para lidar com pacientes em cuidados paliativos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/112094
Arquivos Descrição Formato
000953129.pdf (200.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.