Repositório Digital

A- A A+

Perfil dos atendimentos realizados por um grupo de atendimento pré-hospitalar voluntário

.

Perfil dos atendimentos realizados por um grupo de atendimento pré-hospitalar voluntário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil dos atendimentos realizados por um grupo de atendimento pré-hospitalar voluntário
Autor Linhar, Ananda
Orientador Lima, Maria Alice Dias da Silva
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Ambulâncias
Assistência pré-hospitalar
Equipe de busca e resgate
Resumo O atendimento às urgências passou a receber ênfase no Brasil em 1998, quando foi iniciada pelo Ministério da Saúde a estruturação da Política Nacional de Atenção às Urgências (PNAU). Em contrapartida, a primeira corporação voluntária da América do Sul e do Brasil foi fundada em 1892, em Joinville, Santa Catarina; demonstrando que muito antes de o Estado perceber a importância dos serviços de urgência já existiam indivíduos que voluntariamente prestavam esse tipo de atendimento. O Ministério da Saúde classifica o atendimento pré-hospitalar como sendo aquele que tem por objetivos, prestar assistência às vítimas nos primeiros minutos após ter ocorrido um agravo à saúde, seja de natureza clínica, traumática, cirúrgica, obstétrica ou psiquiátrica, tendo por finalidade o transporte imediato do indivíduo até um serviço de saúde de referência. Este estudo teve por objetivo caracterizar o perfil dos atendimentos prestados por um grupo de Atendimento Pré-Hospitalar voluntário situado em um município da região metropolitana de Porto Alegre. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e de corte transversal. A amostra foi constituída por 411 fichas de atendimento utilizadas pelo grupo de atendimento pré-hospitalar voluntário SOS Trauma. As informações coletadas foram transcritas para o programa computacional Excel. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva. Os resultados obtidos apresentam que o grupo de APH voluntário atende predominantemente ocorrências devido a trauma ocasionadas por acidentes de trânsito, com destaque para os atendimentos a vítimas envolvendo motocicletas. A maioria das vítimas de motocicleta encontra-se sem capacete no momento da chegada da equipe de atendimento. Destacam-se também as ocorrências de violência urbana devido a agressões físicas. O dia da semana em que mais ocorrem atendimentos é sábado. A maioria das vítimas atendidas é destinada ao hospital de Caridade de Viamão. Quanto ao perfil das vítimas atendidas, destaca-se o fato de a maioria ser adulto jovem e do sexo masculino. No momento da chegada da equipe de atendimento, prevalecem as vítimas que se encontram caídas ao solo e apresentam situações como lucidez e hálito etílico. A maioria dos atendimentos do grupo é prestada por quatro ou três socorristas. Dentre os procedimentos mais realizados destacam-se a colocação de colar cervical, a estabilização manual da cabeça e a imobilização com maca rígida. Destaca-se a importância de haver mais estudos que divulguem, expliquem e apresentem os benefícios do trabalho realizado por grupos de atendimento pré-hospitalar voluntário, principalmente em regiões que sofrem com as defasagens de atendimentos do setor público.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/112125
Arquivos Descrição Formato
000950750.pdf (1.555Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.