Repositório Digital

A- A A+

Structure of potamoplankton along a gradient of preservation of riparian vegetation in subtropical streams

.

Structure of potamoplankton along a gradient of preservation of riparian vegetation in subtropical streams

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Structure of potamoplankton along a gradient of preservation of riparian vegetation in subtropical streams
Autor Peresin, Denise
Torgan, Lezilda Carvalho
Schulz, Uwe Horst
Crossetti, Luciane Oliveira
Abstract Water quality in lotic and lentic systems is greatly influenced by the land use in the adjacent areas. This study was conducted in order to assess whether different degrees of preservation of riparian forest (from well preserved with 30m wide up to degraded with < 5 m wide) influence potamoplankton community structure. The study was conducted in three streams in the upper region of the Rio dos Sinos basin, at four sampling sites, with different width of the forest. Samplings were gathered for abiotic and biological analysis in winter (August 2010) and summer (January/February 2011). The analysis of environmental and biotic variables indicated that seasonality was the main determinant of biomass patterns, regardless of the width of riparian vegetation. The potamoplankton community of the studied streams responded to environmental conditions, although lack of significant difference among the different degrees of riparian vegetation preservation has been observed. Increasing trends on biomass, richness and diversity of species, and higher concentrations of total phosphorus and nitrogen in the non-preserved areas might indicate that the different gradients of preservation of riparian vegetation are related with the water quality in subtropical streams and consequently with the potamoplankton structure.
Resumo A qualidade das águas em sistemas lóticos ou lênticos sofre grande influência das atividades que são realizadas em suas margens. O presente estudo foi desenvolvido com vistas a avaliar se áreas com diferentes graus de preservação da mata ripária (de muito preservada, com 30m de largura, à degradada, com menos de 5m de largura) influenciam na estrutura da comunidade potamoplanctônica. O estudo foi desenvolvido em três arroios do trecho superior da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos, em quatro áreas sob a influência de diferentes larguras da mata ciliar. Amostras foram coletadas para análises bióticas e abióticas no inverno (agosto/2010) e verão (janeiro/fevereiro/2011). As análises das variáveis ambientais e bióticas indicaram que a sazonalidade é a principal determinante dos padrões de biomassa, independente da largura da vegetação riparia. A comunidade potamoplanctônica estudada respondeu às condições ambientais, embora não tenham sido observadas diferenças significativas entre as áreas com diferentes graus de preservação de vegetação riparia. Tendências ao aumento da biomassa, riqueza e diversidade de espécies, e maiores concentrações de fósforo e nitrogênio total nas áreas não preservadas podem indicar que os diferentes gradientes de preservação da mata ciliar estão relacionados com a qualidade da água em arroios subtropicais e, portanto, com a estrutura do potamoplâncton.
Contido em Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro, RJ. Vol. 86, n. 2, (jun. 2014), p. 841-853
Assunto Bioindicadores
Mata ciliar
Qualidade da agua
[en] Bioindicator
[en] Riparian forest
[en] Stream
[en] Water quality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/112169
Arquivos Descrição Formato
000932578.pdf (747.4Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.