Repositório Digital

A- A A+

Disfunções executivas no envelhecimento cognitivo : investigações com os instrumentos Tarefa do Jogo e Teste Wisconsin de Classificação de Cartas

.

Disfunções executivas no envelhecimento cognitivo : investigações com os instrumentos Tarefa do Jogo e Teste Wisconsin de Classificação de Cartas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Disfunções executivas no envelhecimento cognitivo : investigações com os instrumentos Tarefa do Jogo e Teste Wisconsin de Classificação de Cartas
Autor Wagner, Gabriela Peretti
Orientador Parente, Maria Alice de Mattos Pimenta
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento - até 2007.
Assunto Cognição
Envelhecimento
Processos cognitivos
[en] Ageing
[en] Cognitive processes
[en] Executive function
[en] Iowa gambling test
[en] Mild cognitive impairment
[en] Wisconsin Card Sorting Test
Resumo Esta dissertação consiste em dois estudos que têm por objetivo investigar a existência de disfunções executivas no envelhecimento. Estudos recentes sugerem a existência de disfunções executivas no Declínio Cognitivo Leve (DCL). O objetivo do Estudo 1 foi verificar a presença de disfunções executivas em pacientes com DCL. Os instrumentos utilizados foram o Teste Wisconsin de Classificação de Cartas (WCST) e a Iowa Gambling Test (IGT). Foram estudados dez pacientes com e 27 sem DCL. Os dados foram analisados através do teste t de Student para amostras independentes e da análise de variância (ANOVA) para medidas repetidas. Os resultados não evidenciaram diferença significativa entre os grupos nos índices de resposta do WCST e no número de cartas retiradas de cada baralho no IGT. O estudo da evolução do desempenho no IGT revelou diferença qualitativa entre os grupos. Idosos sem DCL aprendem ao longo da tarefa, enquanto idosos com DCL não o fazem, sugerindo uma interferência dos sistemas de memória na tomada de decisão. O Iowa Gambling Test tem sido um instrumento utilizado na avaliação da tomada de decisão. O objetivo do Estudo 2 foi investigar se alterações nos procedimentos de aplicação do instrumento interferem no desempenho durante a execução do teste. Foi realizado um estudo transversal comparando dois grupos de idosos saudáveis em duas variações do instrumento. O grupo I contou com 27 participantes, que executaram a tarefa sem pista de reforço visual. O grupo II foi composto por 17 participantes, submetidos à tarefa com pista. Os dados foram analisados através dos testes t de Student para amostras independentes e ANOVA para medidas repetidas. Houve diferença estatisticamente significativa entre os dois grupos na execução do teste em relação à aversão ao risco (F=2,466; p=0,05; df=2). Os resultados indicam que uma pista de reforço visual possibilita maior alocação de recursos atencionais e de memória de trabalho, permitindo que os idosos tomem decisões menos arriscadas.
Abstract This dissertation is formed by two works that aim to investigate executive dysfunction on ageing. Recent studies suggest the existence of executive dysfunctions in Mild Cognitive Impairment (MCI). The aim of the first study was to verify the presence of executive dysfunctions in patients with MCI. The instruments used were the Wisconsin Card Sorting Test (WCST) and the Iowa Gambling Test (IGT). Ten patients with and 27 without MCI were assessed. The data were analyzed through Student t test for independent samples and analysis of variance (ANOVA) for repeated measures. The results did not show significant difference between groups in the answer rates of WCST and in the number of cards withdrawn from each pack of cards in the IGT. The study of the performance evolution in the IGT revealed a qualitative difference between the groups. Elderly without MCI learn along the task, while elderly with MCI did not, suggesting an interference of memory systems in decision making. The Iowa Gambling Test has been an instrument used in the assessment of decision making. The aim of the second study was to investigate if changes in the application procedures of the instrument interfere in the performance through the test execution. A cross sectional study was carried out comparing two groups of healthy elderly in two variations of the instrument. The group I included 27 participants, which executed the task without clue of visual reinforcement. The group II was composed by 17 participants, submitted to the task with clue. The data were analyzed through the Student t test for independent samples and ANOVA for repeated measures. It was found statistically significant difference between the two groups in the execution of the test in relation to risk aversion (F=2,466; p=0,05; df=2). The results indicate that a clue of visual reinforcement permits greater allocation of attention resources and of working memory, allowing elderly to make least risky decisions.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11247
Arquivos Descrição Formato
000610819.pdf (502.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.