Repositório Digital

A- A A+

Os subterrâneos emergem : a institucionalização da cultura e a temporada de museus no Rio Grande do Sul (1987-1991)

.

Os subterrâneos emergem : a institucionalização da cultura e a temporada de museus no Rio Grande do Sul (1987-1991)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os subterrâneos emergem : a institucionalização da cultura e a temporada de museus no Rio Grande do Sul (1987-1991)
Autor Fraga, Thais Gomes
Orientador Pesavento, Sandra Jatahy
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Abertura política
História do Rio Grande do Sul
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).
Museu
Política cultural
Sistema Estadual de Museus
Resumo Este trabalho aborda o período de redemocratização do regime brasileiro ocorrido na década de 1980, e a mobilização nacional em torno da área cultural, que contribuiu para o alargamento de conceitos e de fronteiras em relação à cultura e aos museus. As proposições trazidas pelo amplo movimento de grupos envolvidos na área cultural abriu possibilidades para a construção de um novo modelo de gestão para a cultura nacional. Destacam-se as discussões ocorridas especialmente por grupos de intelectuais e trabalhadores da área cultural sobre o significado da cultura, do modelo educacional, do conceito de museu e de política cultural. As discussões sobre o acesso à cultura, trazidas à tona naquele momento, alteraram idéias sobre gestão cultural, gerando uma inovação de práticas nas instituições culturais. As mudanças ocorridas sobre o papel do estado em relação a cultura e aos movimentos sociais surgidos na década de 1980 promoveu o delineamento de uma política cultural em que tiveram relevância instituições como Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) que contribuiu em nível nacional para a articulação dos museus nacionais, ao mesmo tempo em que foram revisadas as concepções sobre a função social do museu e a responsabilidade política dos profissionais de museus junto à sociedade. Destaca-se ainda, o Fórum de Secretários da Cultura, institucionalizado em 1983, que promoveu intensa discussão sobre a organização da atividade cultural no país. No Rio Grande do Sul, procurou-se enfocar, através de estudos de casos, a especialização do trabalho museológico, sendo abordadas as diversas relações funcionais e as novas práticas surgidas nas instituições museológicas a partir dessa formação profissional. Derivados desse processo e da necessidade de uma nova organização pública para a área da cultura e para os museus, as políticas culturais ganham relevância na medida em que passam a promover a organização e a estruturação de outro modelo que conduziu o processo de institucionalização da cultura que se consubstanciou na criação da Secretaria de Estado da Cultura e na criação do Sistema Estadual de Museus, tornando efetiva a relação entre cultura e política no estado.
Abstract This work approaches the period of redemocratization in the Brazilian political regime that took place in the 1980`s, as well as the national mobilitazion accumed in the area of culture, which contributed to the enlargement of concepts and frontiers relative to culture and museums.The propositions brought by the wide movement of groups envolved in the area of culture opened possibilites to the construction of a new management model to national culture. We point out the discussions that took place occurned especially inside groups of intellectuals and cultural workers about the meaning of culture, the educational model, the concept of museum and cultural policy. The discussions about the acss to culture, which emerged appeared in that moment, changed the existing ideas about cultural management, producing generating innovative practices in cultural institutions.The changes which took place in the nole of the state concerning culture and those social movements that started in the 1980`s promoted the outline of a cultural policy, being relevant institution like IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional / National Historic and Artistic Heritage Institute), that contributed in federal level to the articulation of national museums. At the same time there was a revision in the concept of the the social function of museums and the political responsibility assumed by museums professionals before society. We emphasize also the forum of culture secretaries, which was institucionalized in 1983, and promotedan intense discussion about the organization of cultural activities throughout the country.In Rio Grande do Sul we tried to approach the specialization of museological work through case studies, being focused different functional relations and new practices that arose in museological institution with this professional specialization. Deriving from this process and from the weed of a new public organization in the area of culture and museums, these cultural policies become relevant as they start to promote the organization and strucfuration of another management model that carried on the institutionalization of culture, which consolidated with the creation of the State Secretary of Culture and the State Museums System, making effective the relationship between culture and politics in our State.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11392
Arquivos Descrição Formato
000613695.pdf (1.842Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.