Repositório Digital

A- A A+

A política externa da África do Sul de 1994 aos dias de hoje condicionantes enternos e limites externos

.

A política externa da África do Sul de 1994 aos dias de hoje condicionantes enternos e limites externos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A política externa da África do Sul de 1994 aos dias de hoje condicionantes enternos e limites externos
Outro título South african foreign policy from 1994 until our dyas : internal factors and external limitations
Autor Gallas, Daniel Russman
Orientador Rojo, Raúl Enrique
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais.
Assunto África do Sul
Política exterior
Relações internacionais
[en] Foreign policy
[en] International relations
[en] South Africa
Resumo Este trabalho analisa a formação da política externa da África do Sul a partir do final do regime do apartheid, em 1994, até os dias de hoje. Através da aplicação da teoria dos jogos de dois níveis, de Robert Puntam, buscou-se identificar os condicionantes internos e limites externos que determinaram a linha de política externa adotada pela África do Sul nos governos de Nelson Mandela e Thabo Mbeki. Entre os fatores internos, a reorganização da burocracia estatal, a reformulação do papel do Parlamento e o crescimento do partido do governo, ANC, foram determinantes nas decisões de diplomacia da África do Sul pósapartheid. Externamente, a política externa do país foi limitada, sobretudo, pelos impasses das questões regionais africanas. O impacto dos condicionantes internos e dos fatores externos foi analisado em um caso específico – na formação do NEPAD.
Abstract This paper analyses the formation of foreign policy in South Africa from 1994 until today. We have used Robert Putnam's theory of games in two levels to determine the internal factors and external limits that shaped foreign policy decisions in South Africa in the Nelson Mandela and Thabo Mbeki years. Among the internal factors, the reorganization of state bureaucracy, the reinvention of the role of the Parliament and the growth of the ANC - the main political party - were key to the development of a new foreign policy. Externally, South African foreign policy was limited, however, by many different regional issues in Africa. The impact of these factors was analyzed in the formation of the NEPAD.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11396
Arquivos Descrição Formato
000611192.pdf (262.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.