Repositório Digital

A- A A+

O gênero xestoleberis sars, 1866 (crustacea-ostracoda) nas plataformas norte, nordeste e leste e no arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil

.

O gênero xestoleberis sars, 1866 (crustacea-ostracoda) nas plataformas norte, nordeste e leste e no arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O gênero xestoleberis sars, 1866 (crustacea-ostracoda) nas plataformas norte, nordeste e leste e no arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil
Autor Luz, Nathália Carvalho da
Orientador Coimbra, João Carlos
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Ilhas oceânicas
Ostracodes
Plataforma continental
[en] Taxonomy
Resumo Os ostracodes constituem um importante grupo de microcrustáceos que tem despertado o interesse tanto das biociências quanto das geociências. Para tanto, é fundamental o estudo taxonômico destes organismos e o entendimento de sua distribuição e ecologia. Os trabalhos realizados na plataforma continental brasileira muito têm contribuído para o conhecimento do grupo, que é bastante diverso. Porém, a riqueza e complexidade dos ostracodes ressaltam a necessidade de mais estudos também na plataforma. Em ilhas oceânicas brasileiras, as pesquisas com ostracodes ainda é muito recente, com poucos trabalhos publicados. A importância de estudar os ambientes insulares reside no fato de tais áreas colaborarem para o entendimento da diversidade, biogeografia e evolução dos organismos. O presente trabalho visa aumentar o conhecimento do grupo na plataforma continental do Brasil, mais especificamente nas regiões Norte, Nordeste e Leste, e no Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ASPSP), através do estudo do gênero Xestoleberis Sars. Este gênero é bastante diversificado e amplamente distribuído em todos os oceanos, e, no Brasil, ocorre ao longo de toda a plataforma, além das ilhas oceânicas. Foi registrado um total de oito espécies nas áreas estudadas, sendo duas endêmicas ao ASPSP e seis pertencentes à plataforma. Das espécies encontradas na plataforma continental, quatro são novas, uma foi mantida em nomenclatura aberta e uma já havia sido previamente descrita.
Abstract The ostracods represent an important group of microcrustaceans that has aroused interest in biosciences and geosciences. For this, it is crucial the taxonomic study of these organisms and to understand their distribution and ecology. The works conducted in the Brazilian continental shelf contributed greatly to the knowledge of this group that is quite diverse. However, the great richness and complexity of ostracods highlight the need for more studies also in the platform. In the Brazilian oceanic islands, the searches on these crustaceans are still very recent, with a few numbers of published works. The study of insular habitat collaborates with the understanding of diversity, biogeography and evolution of the organisms. The present work aims to increase the knowledge of the group in the Brazilian continental shelf, specifically in the Northern, Northeastern and Eastern regions, and in the Archipelago of São Pedro and São Paulo (ASPSP), with the study of the genus Xestoleberis Sars. This genus is diversified and widely distributed in all oceans and in Brazil occurs along the entire shelf and in oceanic islands. Eight species were recorded in the study areas, two species are endemic to the ASPSP and six belong to the continental shelf. Among the platform species, four are new, one was maintained in open nomenclature and one was already described.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/114395
Arquivos Descrição Formato
000954469.pdf (1.992Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.