Repositório Digital

A- A A+

Ensaio sobre a constituição de uma ética historiográfica no Brasil oitocentista : Francisco Adolfo de Varnhagen, o historiador no tempo

.

Ensaio sobre a constituição de uma ética historiográfica no Brasil oitocentista : Francisco Adolfo de Varnhagen, o historiador no tempo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ensaio sobre a constituição de uma ética historiográfica no Brasil oitocentista : Francisco Adolfo de Varnhagen, o historiador no tempo
Autor Santos, Evandro dos
Orientador Cezar, Temistocles Americo Correa
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Ética
Historiografia
Varnhagen, Francisco Adolfo de Visconde de Porto Seguro, 1816-1878.
[en] History and ethics
[en] History of historiography
Resumo O presente trabalho tem por objetivo analisar a constituição de princípios éticos na escrita da história no Brasil do século XIX a partir do exame de parte da obra do mais importante historiador brasileiro daquele período: Francisco Adolfo de Varnhagen (1816-1878). Após formação e atuação militar, Varnhagen ingressou na carreira diplomática. Este transcurso como funcionário da burocracia imperial permitiu-lhe o acesso aos arquivos europeus e a possibilidade de produzir importantes obras de síntese sobre a história política e literária brasileira, além de diversos outros estudos, cujo resultado mais conhecido foi a História geral do Brazil (1854-1857). Esta investigação circunscreve suas atividades, sobretudo, entre meados da década de 1830 e meados de 1850, período imediatamente anterior à publicação de seus grandes projetos. Interesses pessoais motivaram sua inserção em diversos espaços letrados, com destaque para a filiação à Academia das Ciências de Lisboa e ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB). Além disso, tal época foi marcada por suas colaborações de caráter tanto históricos quanto ficcionais em periódicos literários portugueses, tais como O Panorama e Revista Universal Lisbonense. A exposição a seguir está dividida em duas partes principais. Na primeira, a operação historiográfica conduzida no IHGB, sediado no Rio de Janeiro, é retomada mediante uma leitura focada na presença e nas apropriações de autores antigos nos textos dos sócios que compunham a primeira geração da referida associação, seguida do exame de duas polêmicas eruditas protagonizadas por Varnhagen. A reconstituição dessas querelas permite o aprofundamento da análise das definições referentes à escrita da história, suas formas e funções, e às competências e compromissos do historiador naquele momento. Na segunda etapa, o foco recai sobre textos esparsos e pouco estudados de Varnhagen, avulsos ou impressos em jornais para divulgação e instrução pública em Portugal. A estratégia utilizada para abordagem e sistematização desse material consistiu na leitura de parte da obra do jornalista, escritor e historiador português Alexandre Herculano (1810-1877). Contemporâneo de Varnhagen, ambos dividiram espaços na vida letrada da Lisboa oitocentista. A indiscutível importância da atuação de Herculano na imprensa e na pesquisa histórica da época autoriza a ampliação da análise no que diz respeito às ligações entre história e ficção e, mais especificamente, ao novo estatuto do conhecimento produzido por meio do estudo do passado e das responsabilidades do historiador após os movimentos liberais que alteraram a política em Portugal. De maneira geral, a tese preocupa-se em argumentar que, a despeito das imprecisões disciplinares do ofício historiográfico ao longo do século XIX, do papel social assumido pela história, das experiências letradas advindas da assunção política desse saber e das temporalidades justapostas naquele contexto, se pode verificar a consecução de uma ética historiográfica, culturalmente construída e delimitada no tempo.
Abstract This work aims to analyze the constitution of ethical principles in Brazil’s History writing during the 19th century, stemming from the work of the most important Brazilian historian from the period: Francisco Adolfo de Varnhagen (1816- 1878). After his studies and military service, Varnhagen started a diplomatic career. This path as a servant of the Imperial bureaucracy allowed his access to European archives and gave him the possibility to produce important synthetic work on the political and literary history of Brasil, as well as several other studies; among these works, the most famous result was Historia Geral do Brasil (1854-1857). The present investigation circumscribes his activities, especially from the mid 1830s to the mid 1850s, the immediate period before his greatest projects. Personal interests caused his insertion in various intellectual spaces, especially his admission to the Academia das Ciências de Lisboa (Science Academy of Lisbon) and to the Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – IHGB (Brazilian Historic and Geographic Institute). Besides, during this time he collaborated to Portuguese journals such as O Panorama and Revista Universal Lisboense with fictional and historical pieces. This thesis is divided into two main parts: In the first one, the historiografical operation performed at IHGB, the institution headquarted in Rio de Janeiro, is analyzed through a detailed reading of the presence and appropriation of ancient authors by members of the first generation of this association, followed by an examination of two erudite controversies led by Varnhagen. The reconstitution of these disputes allows the expansion of the analysis about the definitions of the writing of History, its forms and functions, and of the competences and compromises of the historian during this period. In the second part, the focus concentrates in the scattered and relatively unknown texts by Varnhagen, published in Portugal alone or in newspapers about public instruction. The strategy used here to approach and to classify this material is organized from the reading of the work of Portuguese journalist, writer and historian Alexandre Herculano (1810-1877). Coexisting with Varnhagen, they shared common spaces in the intellectual life of the 19th century Lisbon. The unquestionable weight of Herculano’s writing in the press and historical research during this period allows the broadening of the analysis to the connections between history and fiction. Specifically, it allows the analysis of the status of the study of the past and of the responsibility of the Historian before the liberal movements that changed the politics in Portugal. Generally, this thesis argues that we can verify the achievement of a historiographical ethics, build culturally and bound in time, even taking into consideration the disciplinary imprecision of the historiographical craft, the intellectual experiences based on the political weight of this knowledge and the juxtaposed temporalities of this context.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/114431
Arquivos Descrição Formato
000951506.pdf (2.513Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.