Repositório Digital

A- A A+

Análise do ciclo de vida de copos plásticos de poliestireno e de canecas de cerâmica utilizados para servir café em um ambiente de trabalho

.

Análise do ciclo de vida de copos plásticos de poliestireno e de canecas de cerâmica utilizados para servir café em um ambiente de trabalho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise do ciclo de vida de copos plásticos de poliestireno e de canecas de cerâmica utilizados para servir café em um ambiente de trabalho
Autor Freese, Juliana Thaissa
Orientador Cybis, Luiz Fernando de Abreu
Co-orientador Zortea, Rafael Batista
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Pesquisas Hidráulicas. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Ambiental.
Assunto Caneca de cerâmica
Ciclo de vida
Copo plástico descartável
Resumo O aumento no consumo de café pelos brasileiros tem se refletido também nos ambientes de trabalho. Acompanhando essa tendência e a maior atenção sobre os problemas ambientais, cresce o interesse na discussão de qual a opção para servi-lo que apresenta os menores impactos do ponto de vista ambiental: copos de plástico de poliestireno (PS) ou canecas de cerâmica. Esse trabalho visou melhor compreender os impactos ambientais do ciclo de vida desses recipientes e os comparou de maneira equivalente através da metodologia de Analise de Ciclo de Vida (ACV) em um ambiente de trabalho genérico em Porto Alegre. Os copos de plástico e as canecas de cerâmica foram avaliados por meio de quatro categorias de impacto: Potencial de Aquecimento Global (GWP), Potencial de Eutrofização de água doce (EP), Acidificação terrestre (AP) e Depleção de Água (W). O perfil ambiental obtido para os recipientes permitiu a sua comparação e o desenvolvimento de uma forma de avaliação dessas alternativas. Quanto aos copos plásticos, concluiu-se que a etapa de maior impacto no seu ciclo de vida é a produção das matérias primas. Em relação às canecas de cerâmica, por outro lado, é a etapa de uso que provoca o maior impacto em seu ciclo de vida. Os copos de poliestireno tiveram melhores resultados nas categorias Potencial de Eutrofização de água doce (EP) e Depleção de Água (W), enquanto a caneca nas categorias de Potencial de Aquecimento Global (GWP) e Acidificação Terrestre (AP). Concluiu-se que tanto os copos plásticos quanto as canecas de cerâmica possuem aspectos ambientais positivos e negativos que podem ser mais bem explorados auxiliando os tomadores de decisão na escolha do recipiente para servir café. Duas medidas são fundamentais para a redução dos seus impactos: o aumento na taxa de reciclagem do poliestireno e a reutilização da água de lavagem das canecas para outros fins menos nobres.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/114605
Arquivos Descrição Formato
000930788.pdf (1.295Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.