Repositório Digital

A- A A+

As ações do Departamento de Atenção Básica para melhoria da Atenção à Saúde da Mulher e da Criança, e sua trajetória na composição da Rede Cegonha

.

As ações do Departamento de Atenção Básica para melhoria da Atenção à Saúde da Mulher e da Criança, e sua trajetória na composição da Rede Cegonha

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As ações do Departamento de Atenção Básica para melhoria da Atenção à Saúde da Mulher e da Criança, e sua trajetória na composição da Rede Cegonha
Autor Silva, Euzeli Araújo
Orientador Lobato, Carolina Pereira
Co-orientador Leal, Márcia Helena
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Saúde Coletiva e Educação na Saúde.
Assunto Atenção primária à saúde
Criança
Mulher
Resumo A Rede Cegonha tem importante papel na estruturação e organização da atenção à saúde materno-infantil em todo o País e na redução da morbimortalidade materna e infantil no Brasil. Este trabalho tem como objetivo: sistematizar as ações do Departamento de Atenção Básica para melhoria da atenção à saúde da mulher e da criança e sua trajetória na composição da Rede Cegonha; Identificar os principais documentos produzidos pelo Departamento de Atenção Básica sobre a Estratégia da Rede Cegonha; Apresentar os resultados do 1º ciclo do PMAQ relacionados à saúde da mulher e da criança e; Destacar os avanços e desafios/dificuldades para consolidação da Rede Cegonha na Atenção Básica. Trata-se de um estudo quantitativo, exploratório, a partir da vivência como trabalhador em formação no Departamento de Atenção Básica, no período de setembro de 2013 a 31 de maio de 2014. Foi feita a sistematização dos materiais produzidos pelo Departamento de Atenção Básica ou em parceria com outros departamentos do Ministério da Saúde sobre a Rede Cegonha, desde o seu surgimento (2011), até maio de 2014. Em seguida foi feita uma análise dos dados secundários do 1º Ciclo do PMAQ (2011-2012), sobre a saúde da mulher e da criança, dados estes sobre a “Contratualização (Indicadores do SIAB) e da Avaliação Externa”. Por último, foi utilizada a observação participante com o objetivo de identificar os avanços e desafios da Rede Cegonha na Atenção Básica, a partir da minha inserção no grupo gestor da Rede Cegonha do DAB, o qual se encontra na Coordenação Geral de Gestão da Atenção Básica (CGGAB), no período de 18 de março a 31 de maio de 2014. De acordo dados do PMAQ, 65,47% das crianças realizavam consultas até sete dias de vida (primeira semana); Em relação à proporção de gestantes cadastradas (sobre as estimadas), grande parte dos estados brasileiros apresentou abaixo da média do Brasil (58,3%); No estado de Pernambuco eram realizadas apenas 1,74 consulta médica para crianças menores de 1 ano de idade acompanhadas por meio de visitas domiciliares, número que se apresenta baixo se comparado à média do Brasil (4,1) e nacional (Entre 3,5 e 7,5). Apesar de todos os estados brasileiros realizarem a aplicação da Penicilina na Unidade Básica de Saúde, percebe-se que uma grande parte da aplicação nos estados está abaixo da média do Brasil (50,4%), com o menor número de equipes que realizam a aplicação de Penicilinas na UBS; 96,6% das Unidades Básicas de Saúde do país nunca têm disponíveis testes rápidos de sífilis; 85,9% das UBS nunca têm disponíveis este tipo de Teste Rápido de HIV. A Rede Cegonha resgatou de alguma forma a ética de acompanhamento ao paciente (mulheres/gestantes e crianças) e pelo fato desta ser uma rede, tem-se a necessidade de se construir mais redes para que fortaleça as linhas de cuidado em saúde, contribuindo para a garantia de uma atenção contínua e integral à mulher e à criança nos estados e municípios, estabelecendo uma maior integração das redes de atenção à saúde.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/114766
Arquivos Descrição Formato
000954674.pdf (780.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.