Repositório Digital

A- A A+

Apoio institucional – o processo de trabalho do apoiador na coordenação geral de da atenção básica : potencialidades e desafios para a condução e operacionalização da politica de atenção básica

.

Apoio institucional – o processo de trabalho do apoiador na coordenação geral de da atenção básica : potencialidades e desafios para a condução e operacionalização da politica de atenção básica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Apoio institucional – o processo de trabalho do apoiador na coordenação geral de da atenção básica : potencialidades e desafios para a condução e operacionalização da politica de atenção básica
Autor Souza, Bruna Cunha de
Orientador Lobato, Carolina Rodrigues
Co-orientador Dias, Patricia Barbará
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Saúde Coletiva e Educação na Saúde.
Assunto Atenção primária à saúde
[en] Co-management
[en] Institutional support
[en] Paideia method
[en] Primary care
Resumo Ao longo das ultimas décadas o Brasil vem sofrendo diversas tentativas de modificar o cenário de atenção à saúde, desde a autonomia e necessidade de interação entre os entes federados, a necessidade de diminuir a fragmentação do SUS e a singularidades dos contextos locais. É nesse contexto, que se insere a discussão da estratégia do Apoio, para uma maior horizontalidade e cooperação nas relações interfederativas. O Ministério da Saúde tem utilizado do Apoio como uma estratégia de gestão para operar e produzir a articulação entre o cuidado e a gestão. No Departamento de Atenção Básica a relação com os territórios baseia-se na lógica do apoio institucional na Coordenação Geral de Gestão da Atenção Básica (CGGAB) cenário deste estudo, onde os trabalhadores utilizam da estratégia do Apoio para aproximação com os Estados e indução política. Este estudo teve como objetivos: Conhecer o processo de trabalho do apoiador da CGGAB; além de identificar as potencialidades e desafios do apoio institucional. Tratou-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa. Utilizou-se de narrativas e diários de campo com registros dos espaços coletivos da comissão do Apoio. Os resultados mostram que o apoio da CGGAB é potente no modo de fazer gestão em coletivos na perspectiva da ampliação da capacidade de (auto)análise e de intervenção (diante de problemas e desafios). Entretanto, conclui-se que o maior desafio se concretiza nas limitações de forma, método ou diretrizes estruturantes para o processo de trabalho do apoio. Sugere-se a necessidade de se rediscutir o apoio na CGGAB, para proposição de um método e diretrizes para reavaliação da estratégia; além da construção de ferramentas de avaliação e monitoramento do apoio realizado.
Abstract Over the last decades, Brazil has undergone several attempts to modify the scenario of health care, since the need for autonomy and interaction among federal agencies, the need to reduce the fragmentation of the NHS and the singularities of local contexts. It is in this context, which includes the discussion of the support strategy for greater horizontality and cooperation in interfederativas relations. The Ministry of Health has used the support as a management strategy to operate and produce a link between the care and management. Department of Primary Care in the relationship with the territories is based on the logic of institutional support in the General Coordination for the Management of Primary Care (CGGAB) setting of this study, where employees use the strategy to support the approach with the States and political induction. This study aimed to: Know the working process of the supporter of CGGAB; addition to identifying the potential and challenges of institutional support. This was a descriptive study with a qualitative approach. We used narratives and field journals with records of collective spaces of GT's support. The results show that the support of CGGAB is potent in the manner of collective management in the perspective of capacity expansion (self) analysis and intervention (before problems and challenges). However, it is concluded that the biggest challenge is realized the limitations of form, method or guidelines for structuring the work process support. We suggest the need to revisit support in CGGAB to propose a method and guidelines for reassessment of strategy; besides the construction of assessment tools and monitoring support held.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/114780
Arquivos Descrição Formato
000954343.pdf (919.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.