Repositório Digital

A- A A+

As rugosidades dos portos de Rio Grande (RS)

.

As rugosidades dos portos de Rio Grande (RS)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As rugosidades dos portos de Rio Grande (RS)
Autor Teixeira, Thomás Nery da Silva
Orientador Soares, Paulo Roberto Rodrigues
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geografia: Bacharelado.
Assunto Espaço geográfico
Geografia urbana
Portos
Rio Grande do Sul
[en] Ports
[en] Ports organization
[en] Rio Grande/RS
[en] Roughness
[en] Space
Resumo O Porto de Rio grande sofreu ao longo de toda sua história mudanças no seu espaço perante a divisão territorial do trabalho, esta divisão atendeu ora agentes locais, ora agentes globais. A espacialização de todos estes sistemas econômicos se fez necessária em cada época distinta, após a troca de uma lógica de produção para outra os espaços previamente utilizados foram abandonados. O presente trabalho tem como objetivo ver no espaço quais as construções que ao longo do tempo foram abandonadas. Estas construções abandonadas poderiam ser classificadas segundo M. Santos (2006) como “Rugosidades”. E, a partir da identificação destes espaços, entender o contexto histórico em que cada um deles foi formado. Aí saberemos como foi formado o Porto Velho, o Porto Novo e o Superporto de Rio Grande, e quais suas funções no momento de suas construções, e também quais suas funções hoje, e como cada um dos atores envolvidos na produção do espaço se relacionam.
Abstract The Rio Grande Port suffered throughout its history changes on it space in face of the territorial division of labor, the division attended times local actors times global ones, the spatial distribution of all these economic systems was necessary in each separated time, after exchanging an output logic for another, some spaces previously used were abandoned. This study aims to understand which buildings that over time have been abandoned, these abandoned buildings could be classify by M. Santos (2006) as “roughness”, and, from the identification of these spaces, to understand the historical context in which each was formed, then, know how the Old Port, the New Port and the Superport of Rio Grande were formed, and what their duties at its time of construction, and compare what are their functions today, and how each of the actors involved in the spaces production are related to the ports construction.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/114796
Arquivos Descrição Formato
000955697.pdf (2.729Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.