Repositório Digital

A- A A+

Emprego das tabelas de Partin nas prostatovesiculectomias radicais do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Emprego das tabelas de Partin nas prostatovesiculectomias radicais do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Emprego das tabelas de Partin nas prostatovesiculectomias radicais do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Gorziza, Alexandre
Orientador Koff, Walter Jose
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Cirurgia.
Assunto Neoplasias da próstata
[en] Biopsy
[en] Partin tables
[en] Prostate cancer
[en] Radical prostatectomy
Resumo Objetivo: Analisar a casuística de prostatovesiculectomias radicais com linfadenectomia ilíaca avaliando a validade das Tabelas de Partin versão 2001. Estudar variáveis que possam interferir no confinamento ou não da neoplasia como retardo cirúrgico, peso prostático, resultados referentes à biópsia e ano da cirurgia. Material e Métodos: Avaliação retrospectiva de 568 prontuários de pacientes submetidos à cirurgia para câncer de próstata clinicamente localizado entre 1995 até agosto de 2005 no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Foram excluidos quem tivesse feito hormonioterapia neoadjuvante ou com diagnóstico feito por ressecção endoscópica da próstata e aqueles com insuficiência dos dados no prontuário. Estágio clínico pelo toque retal , valores de PSA e dados da biópsia que diagnosticou a neoplasia, assim como dos dados da peça da prostatectomia radical foram coletados. Os valores preditivos das Tabelas de Partin, versão 2001 foram comparados com os do espécime cirúrgico e analisados através de Curvas R.OC. Foram também avaliados tempo de espera para cirurgia, peso da próstata, ano da cirurgia, uni ou bilateralidade tumoral na biópsia e qual a biópsia que diagnosticou (primeira ou ulterior) e analisados como fatores preditivos para confinamento ou não da neoplasia. Resultados: A idade média do pacientes foi 63 (42-77). A percentagem de estágio T1c foi de 63 %. Pacientes com escore de Gleason 2-4 na biópsia constituiram 20,2 %, notadamente antes de 2000. O percentual de pacientes com níveis de PSA menores de 4,0 ng/ml foi de 8,3 % e acima de 10,0 ng/ml foi de 35 %. Os percentuais de doença confinada ao órgão, extensão extra-prostática, invasão de vesículas seminais e metástases linfonodais foram 48,2 %, 35,3%, 13,9% e 2,6% , respectivamente. A área sob a curva calculada para doença confinada ao órgão foi de 0,65 , enquanto as áreas sob as curvas para extensão extra-prostática, invasão de vesículas seminais e metástases linfonodais foi respectivamente 0,54; 063 e 0,77. Pacientes que tiveram o diagnóstico já na primeira biópsia, ou com biópsias bilateralmente comprometidas e aqueles operados antes de 2000 tinham tendência ao não confinamento. Biópsias realizadas a partir de 2000 que já foram positivas na primeira tentativa tiveram maior tendência ao confinamento do que até 1999. Conclusão: As Tabelas de Partin tiveram valor preditivo marginal para as características patológicas finais como doença confinada ao órgão e invasão de vesículas seminais e valor preditivo importante para metástases linfonodais. Não mostraram valor preditivo para extensão extra-prostática. Bilateralidade tumoral na biópsia, diagnóstico na primeira biópsia (especialmente até 1999) e cirurgia antes de 2000 configuraram situações com tendência a tumores não confinados.
Abstract Objective: The predictive value of current Partin tables (2001) has been not validated in most of the countries as well Brazil. Therefore, we evaluated the validity of 2001 Partin tables for the ability to predict the pathological stage in specimens of radical prostatectomy. Also, we analysed how biopsies can predict results for organ confinement or not and as well what the year of the surgery can make in organ confinement issue . Materials and methods: The clinical and pathological findings of 568 patients who have had radical prostatectomy and iliac lymphadenectomy from 1995 to 2005 at Hospital de Clínicas de Porto Alegre were assessed. Those with missing information, patients who had neoadjuvant endocrine treatment and those who had the diagnosis by transurethral ressection of prostate were excluded. Serum PSA, clinical stage, biopsy characteristics and the pathological features of the specimens were collected. The predictive value of Partin tables and pathological findings of prostatectomy specimens were compared and analyzed according to Receiver Operating Characteristics curves. The delay of the surgery, prostate weight, year of the surgery, bilaterality of the biopsies and if the diagnostic biopsy was the first or not were important for the organ confined disease were also tested. Results: Median age of the patients was 63(42-77). The percentage of patients with clinical stage T1c was 63%. Gleason score 2-4 in biopsy constituted 20,2 %, at mainly before 2000. The ratio of patients with serum PSA above 4,0 ng/ml was 8,3% and higher than 10,0 ng/ml was 35%.Organ confined disease, extra-prostatic extension, seminal vesicle involvement and lymph node metastasis were 48,2%; 35,3%; 13,9 % and 2,6% respectively. Area under curve (AUC) values for organ confined disease, extra-prostatic extension, seminal vesicle invasion and lymph node involvement were 0,65 ; 0,54; 0,63 and 0,77. Tumor bilaterallity at biopsy and positive biopsy at the first procedure (at least until 1999) as well radical prostatectomy before 2000 were predictors for non organ confined prostate cancer. Conclusion: Partin tables have a marginally predictive value for the pathological features like organ confined disease and seminal vesicle involvement and a good predictive value for lymph node metastasis prediction. They don’t have predictive value for extra-prostatic extension. Positive first biopsy, bilateral tumor at biopsy and radical prostatectomy before 2000 were predictive for non organ confined disease.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11505
Arquivos Descrição Formato
000616179.pdf (229.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.