Repositório Digital

A- A A+

Desenvolvimento e dependência no Brasil nas contradições do Programa de Aceleração do Crescimento

.

Desenvolvimento e dependência no Brasil nas contradições do Programa de Aceleração do Crescimento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desenvolvimento e dependência no Brasil nas contradições do Programa de Aceleração do Crescimento
Outro título Development and dependency in Brazil in the contradictions of the Growth Acceleration Program
Autor Chagas, Priscilla Borgonhoni
Carvalho, Cristina Amelia Pereira de
Marquesan, Fabio Freitas Schilling
Resumo Este ensaio busca desvelar o caráter contraditório do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), principal instrumento do modelo de desenvolvimento da última década no Brasil, que tenta combinar uma aparente autonomia nacional para as definições estratégicas com integração ao sistema econômico mundial. Entretanto, a retomada da iniciativa do planejamento da economia e do investimento público pelo Estado mantém o modelo de desenvolvimento baseado na apropriação da natureza e alimenta uma rede produtiva escassamente diversificada e dependente da inserção internacional como fornecedora de matérias-primas, e remete ao novo extrativismo progressista (GUDYNAS, 2009). Para compreender a integração da lógica do mercado aos interesses do Estado e o papel do management nessa construção, o texto busca referência na Teoria Marxista da Dependência (TMD), especialmente nas discussões de Marini (2005) e Osorio (2012a; 2012b), acerca da inserção subordinada das economias periféricas, articulada com os mecanismos de acumulação do capital e de exploração do trabalho. Outrossim, discute a colonialidade epistêmica na gestão do desenvolvimento, alçada à solução para a modernização e o desenvolvimento, mas que produz uma integração subordinada à economia global.
Abstract This essay seeks to reveal the contradictory character of the Growth Acceleration Program (PAC, in its acronym in Portuguese), the main instrument of the Brazilian development model of the last decade, which attempts to combine an apparent national autonomy for strategic settings, with adjustments of integration to the global economic system. However, the resumption of the initiative of economic planning and public investment by the State lead to a development model based on appropriation of nature, and generate a sparsely diverse productive network, dependent of international insertion that considers Brazil as a supplier of raw materials, leading to the new progressive extractivism as advanced by Gudynas (2009). To understand the integration of the market logic to the interests of the State and the role of management in this construction, the text drawn from the Marxist Theory of Dependence, especially as in Marini (2005) and Osorio’s (2012a, 2012b) discussions about the subordinated position of peripheral economies, combined with the mechanisms of capital accumulation and labor exploitation. Furthermore, it is discussed the epistemic coloniality for development management, taken as the solution for the modernization and development, to the extent that it produces a subordinated integration with the global economy.
Contido em Organizações e sociedade. Salvador. Vol. 22, n. 73 (abr./jun. 2015), p. 269-289
Assunto Dependência econômica
Desenvolvimento nacional : Brasil
Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)
[en] Coloniality
[en] Development
[en] Growth Acceleration Program
[en] Marxist Theory of Dependency
[en] Overexploitation of labor
[en] Pattern of capital reproduction
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115080
Arquivos Descrição Formato
000963489.pdf (265.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.