Repositório Digital

A- A A+

Reconstrução acetabular em enxerto ósseo liofilizado humano ou bovino associado a dispositivo de reforço

.

Reconstrução acetabular em enxerto ósseo liofilizado humano ou bovino associado a dispositivo de reforço

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reconstrução acetabular em enxerto ósseo liofilizado humano ou bovino associado a dispositivo de reforço
Autor Rosito, Ricardo
Orientador Galia, Carlos Roberto
Co-orientador Moreira, Luis Fernando
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Cirurgia.
Assunto Artroplastia de quadril
Bovinos
Humanos
Liofilização
Transplante heterólogo
Transplante ósseo
[en] Bone grafts
[en] Bovine
[en] Freeze-dried
[en] Revision
[en] Total hip arthroplasty
[en] Xenografts
Resumo O presente estudo é uma coorte contemporânea de 49 pacientes (51 quadris) submetidos à reconstrução acetabular com enxerto ósseo liofilizado humano ou bovino, picado e impactado, associado a reforço acetabular. Foi realizado no Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), no período de maio de 1997 a fevereiro de 2005. Os pacientes foram divididos em dois grupos: o grupo 1 (n=26) foi composto pelos que receberam enxerto ósseo liofilizado de origem humana e o grupo 2 (n=25), por aqueles que receberam enxerto de origem bovina. O reforço utilizado em todos os casos foi da MDT® (SP-Brasil). O tempo médio de seguimento foi de 55 e 49 meses respectivamente. Os enxertos ósseos purificados e liofilizados foram produzidos pelo Banco de Tecidos do HCPA. A análise clínica baseou-se no escore de Merle d’Aubigné e Postel e a radiográfica, nos critérios de Conn et al.para osteointegração dos enxertos que avalia a radiolucência, a densidade, a formação de trabeculado ósseo e a migração do componente. Não foram encontradas diferenças clínicas ou radiográficas relevantes entre os grupos, obtendo-se em torno de 88,5 e 76% de integração do enxerto. Estes resultados são comparáveis aos relatados na literatura com o uso de enxerto alógeno congelado e estimulam a continuidade da pesquisa sobre enxertos liofilizados de origem humana e bovina.
Abstract Background: this is a cohort trial of 49 patients (51 hips) submitted to revision acetabular component of total hip arthroplasty, using impacted human and bovine freeze-dried cancellous bone grafts and reinforcement device. The study was carried out in the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) from May 1997 to February 2005. The aim of the study was to compare clinical and radiographic graft incorporation capability between human and bovine freeze-dried bone grafts. Patients and Methods: the patients were divided in two groups: Group 1 (n=26) was composed by those receiving human grafts, and Group 2 (n=25), bovine grafts. The follow-up average was 55 and 49 months. The grafts were purified and freeze-dried at the Tissue Bank of the HCPA.The clinical analysis was based on the score of Merle d’Aubigné and Postel; and the radiographic analysis in an established score based in Conn’s et al. criteria for radiographic bone incorporation. Results: no clinical or radiographic differences were observed between the groups and both groups showed an overall rate of 88.5 and 76% of graft integration. Conclusion: these results are comparable to those reported in the literature with the use of deep-frozen grafts. Therefore, bovine and human freeze-dried grafts can be safely and adequately used in acetabular revision in total hip arthroplasty.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11512
Arquivos Descrição Formato
000616656.pdf (1.671Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.