Repositório Digital

A- A A+

Rastreamento da hiperplasia prostática e neoplasia maligna de próstata em pacientes da grande Porto Alegre

.

Rastreamento da hiperplasia prostática e neoplasia maligna de próstata em pacientes da grande Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rastreamento da hiperplasia prostática e neoplasia maligna de próstata em pacientes da grande Porto Alegre
Autor Denicol, Nancy Tamara
Orientador Koff, Walter Jose
Data 1998
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Cirurgia.
Assunto Cirurgia
Epidemiologia
Hiperplasia prostática
Neoplasias da próstata
Resumo Objetivo: Investigação da presença de hiperplasia prostática benigna e/ou neoplasia maligna da próstata em homens com mais de 50 anos, residentes na Grande Porto Alegre, que se inscreveram em um programa de rastreamento voluntário de doenças prostáticas. Material e método Foram avaliados 1.227 homens, 1.212 com mais de 50 anos, que compareceram ao Ambulatório de Urologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS), durante dois eventos denominados «Quinzena da Próstata», convidados através dos meios de comunicação social habituais. A investigação foi realizada em duas consultas: na primeira, os pacientes responderam o questionário do IPSS, foi colhida sua história clínica e realizados toque retal, PSA e urofluxometria; na segunda consulta, foi indicado tratamento ou investigação complementar. A análise dos resultados foi feita utilizando-se o teste de associação linear de Mantel-Haenszel. Resultados: O maior número de pacientes situou-se entre 50 e 64 anos, média de 61,7 anos. Em relação ao I PSS, 40,1% dos pacientes apresentaram escore de 8- 19 e 24,9% de 20 - 35. Quanto à qualidade de vida, 59,9% dos pacientes enquadraram-se no grupo de Ql intermediária. Somente 22,4% dos pacientes apresentaram próstatas com peso considerado normal « 20g); em 47,3% do total de pacientes foram constatados nódulos prostáticos. A dosagem do PSA mostrouse alterada em 19,4% dos pacientes, quando foram considerados os valores do PSA não ajustado para a idade; e em 14,7% dos pacientes quando os valores do PSA foram ajustados para idade. A urofluxometria mostrou que 62,3% dos pacientes têm alterações do fluxo urinário máximo. Todas essas variáveis apresentaram associação linear significativa com a idade. Foram indicadas 230 biópsias e realizadas 149 (12,2% do total de pacientes). O exame anatomopatológico mostrou adenocarcinoma em 23 pacientes (1,9% do total), todos com PSA elevado; desses, 19 tinham toque retal alterado. Conclusão Na população estudada, a idade dos pacientes apresentou associação linear significativa com escores de IPSS e Ql, peso e nódulos prostáticos, PSA e Qmáx, mostrando que ocorre piora de todas as variáveis com o aumento da idade. O IPSS mostrou 65% dos pacientes com sintomas urinários de moderados a graves, com associação linear significativa com o escore de QL. Houve também associação linear significativa entre o peso prostático e escores de IPSS e QL. Ao toque retal, 47,3% dos pacientes apresentaram nódulosprostáticos. O valor do PSA se mostrou alterado em 19,4% dos pacientes; quando se considerou o valor não ajustado para a idade, e em 14,7% dos pacientes quando se considerou o valor ajustado para idade. O resultado do Qmáx na urofluxometria revelou-se alterado em 62,3% dos pacientes e houve associação linear significativa entre a diminuição do valor do Qmáx e os escores de IPSS, QL e peso prostático. Na população estudada, 23 pacientes (1,9% do total) apresentaram adenocarcinoma de próstata e 65%, sintomas de prostatismo.
Abstract Objective: To investigate the presence of benign prostatic hyperplasia and/or malignant neoplasm of the prostate in men over 50 years of age, living in the Metropolitan Area of Porto Alegre, who enrolled in a voluntary screening program for prostatic diseases. Material and Method 1,227 men were assessed, 1,212 over 50, who came to the Urology Outpatient Unit at Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS/Brazil), during two events called "Prostate Fortnight", at the invitation of the usual social communications media. The assessment was performed in two visits: at the first visit, the patients answered the I PSS questionnaire, their history was taken, digital rectal examination, PSA, and urofluxommetry was performed; at the second visit treatment or complementary investigation as indicated was performed. The results were analyzed using the linear association test of Mantel-Haenszel. Results Most patients were aged 50 to 64, mean age 61.7. As to IPSS, 40.1 % of the patients presented a score of 8-19, and 24.9%, 20-35. Regarding quality of life,59.9% of the patients were elassified as having intermediate QL. Only 22.4% of the patients had prostates with a weight eonsidered normal «20g); in 47.3% of the total number of patients, prostatie nodules were found. The PSA dosage was altered in 19,4% of the patients when the PSA values were not adjusted for age, and only 14.7% of them presented an abnormal PSA when the values were adjusted for age. Urofluxommetry showed that 62.3% of the patients have alteration of the maximun flow rate. Ali these variables presented a linear assoeiation significant for age. 230 biopsies were indicated and 149 performed (12.2% of the total number of patients). The anatomopathological exam showed adenocareinoma in 23 patients (1.9% of the total), ali of them with a high PSA; 19 of these had presented ehanges at digital reetal examination. Conclusion In the population studied, the age of the patients presented a significant linear assoeiation with the IPSS and QL seores, weight and prostatie nodules, PSA and Qmax, showing that ali variables beeome worse with age. The IPSS showed 65% of the patients with moderate to severe urinary symptoms, and a significant linear assoeiation with the QL seore. A signifieant linear assoeiation was also found between prostatie weight and IPSS and QL seores. At digital rectal examination, 47.3% of the patients presented with prostatie nodules. The PSA value was altered in 19.4% when it was not adjusted for age and in 14,7% when the values were adjusted for age. The results of Qmax in urofluxommetry showed ehanges in 62.3% of the patients and there was a significant linear association between the diminished value of Qmax and the IPSS, QL and prostatie weightscores. In the population studied, 23 patients (1.9% of the total) had adenoeareinoma of the prostate and 65% had symptoms of prostatism.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11513
Arquivos Descrição Formato
000616691.pdf (5.660Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.