Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de bócio entre estudantes pré-puberais em Passo Fundo : Rio Grande do Sul

.

Prevalência de bócio entre estudantes pré-puberais em Passo Fundo : Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de bócio entre estudantes pré-puberais em Passo Fundo : Rio Grande do Sul
Autor Lisboa, Hugo Roberto Kurtz
Orientador Gross, Jorge Luiz
Data 1994
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Clínica Médica.
Assunto Bócio endêmico
Criança
Deficiência de iodo
Abstract The present study was performed to assess the prevalence of goiter among pre-puberty schoolchildren in the city of Passo Fundo, Rio Grande do Sul. At the same time, the prevalence of goiter by socioeconomic class was studied, as well as the accuracy of the clinicai method in diagnosing an enlarged thyroyd using as gold standard the measurement of the gland by ultrasonography. Goiter was found in 10,9% of the schoolchildren at clinicai examination. This prevalence is compatible with a low degree of endemic disease. Thyroid volume measured by ultrasonogrphy, in a sample of schoolchildren with and without goiter at clinicai was significantly correlated to the body surface. examination, Thus, ECOSUP index which is the thyroid volume at ultrasound/ the body surface ratio was used. To determine the upper Iimit of normality in this method, 62 children who did not have an enlarged thyroid at clinicai examination was studied. The children who presented an ECOSUP index equal to or higher than 0,62 ml/sm2 were considered to have goiter. This value represented 95% of this group of schoolchildren. Compared to the ECOSUP index, the palpation method showed a sensitivity of 41%, a specificity of 95%, and a positive predictive value of 27% in diagnosing goiter. This lack of accuracy was obvious when children with grade Ia goiter were studied, individuais whose thyroid is only just palpabie and, by definition, should have thyroid Iobes larger than the distai phalanx of the thumb. In these individuais, the sensitivity of the palpation method was 16%, specificity, 94% and positive predictive vaiue, 14%. The accuracy of clinicai examination improved when the children with visible thyroids, classified in grades Ib, II and III, were tested. In this group sensitivity was 33%, specificity, 97% and positive predictive value, 43%. No differences were detected between the socioeconomic classes when the ECOSUP index were used. By means of an equation which enhanced positive an negative tests and positive or negative predictive value of the palpation, it was found that the prevalence of goiter was 8,2% in the Iow class, 7,8% in the high class and 6,5% in the middle class. Individuais with grade Ia goiter predominated in the higher socioeconomic ciass and Iarger goiters in the lower class. Thus, it is beiived that factors Ieading to goiter were more intense in the Iower socioeconomic ciass. Based on projections of the findings among the 145 individuais who underwent ultrasonography of the thyroid, it was estimated that the prevaience of goiter among the 1096 children studied wouid be 7,2%. The data found in this study suggested that goiter is a Iow levei endemic disease in this part of the state, and that it would be important to measure urinary iodine and perform function tests, besides assessing the presence of thyroid antibodies. It is conciuded that clinicai examination is an inaccurate method to determine the prevalence of goiter in a region, and that more precise methods such as ultrassonography should be used. There is also a high prevalence of goiter whose pathog~netic factors are yet to be determined, in Passo Fundo region.
Resumo O presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar a prevalência de bócio entre escolares pré-puberais na cidade de Passo Fundo-RS. Concomitantemente estudou-se a prevalência de bócio por classe sócio-econômica e a acurácia do método clínico no diagnóstico de aumento da tireóide, utilizando, como padrão ouro, a medida da glândula através do ultra-som. Verificou-se que 10,9% dos alunos apresentavam bócio ao exame clínico. Esta prevalência é compatível com uma endemia de grau leve. A medida do volume da tireóide pela ultra-sonografia, em uma amostra de alunos com e sem bócio, ao exame clínico correlacionou- se significativamente com a superfície corporal. Desta forma, utilizou-se o !ndice ECOSUP que é a razao do volume tireoideano ao ultra-som pela superfície corporal. Para determinação do limite superior da normalidade deste método, foram estudadas 62 crianças sem aumento da tireóide ao exame clínico. Considerou-se como portadoras de bócio as crianças que apresentassem um lndice ECOSUP igual ou maior que 0,62. Este valor representava o percentil 95% deste grupo de estudantes. O método palpatório, quando comparado ao lndice ECOSUP, demonstrou ter uma sensibilidade de 41%, uma especificidade de 95% e um valor preditivo positivo de 27% no diagnóstico de bócio. Esta pouca acurácia foi mais evidente quando foram estudadas os estudantes portadores de bócio do grau Ia, que sao aqueles indivíduos que têm a tireóide somente palpável e, por definição, deveriam ter os lobos da tireóide maiores que a falange distai do polegar. Nestes indivíduos, a sensibilidade do método palpatório foi 16%, a especificidade 94% e o valor preditivo positivo de 14%. A acurácia do exame clínico melhorou quando foram testadas as crianças com tireóides visíveis classificadas nos graus Ib, II e III. Neste grupo, a sensibilidade foi 33%, a especificidade 97% e o valor preditivo positivo 43%. Não foram detectadas diferenças entre as classes sócioeconômicas quando se utilizou o lndice ECOSUP. Através de uma equaçao que pondera teste positivo ou negativo e o valor preditivo positivo ou negativo da palpação observou-se que a prevalência de bócio foi de 8,2% na classe baixa, 7,8% na classe alta e 6,5% na classe média. Predominaram indivíduos com bócio de grau Ia na classe sócio-econômica alta e bócios maiores na classe baixa. Em virtude disto, acredita-se que fatores bociogênicos tenham atuado com mais intensidade na classe sócio-econômica baixa. A partir de projeções dos achados entre os 145 indivíduos que realizaram ultra-som da tiréoide, estimou-se que a prevalência de bócio entre as 1096 crianças estudadas seria de 7,2%. Os dados encontrados neste estudo sugerem que exista uma endemia leve de bócio nesta região do estado e que seria importante a dosagem do iodo urinário, testes da função e avaliação da presença de anticorpos contra a tireóide. Concluiu-se que o exame clínico é um método inacurado para determinação da prevalência de bócio em uma região, devendo-se utilizar métodos mais precisos como a ecografia. Além disso, verificou-se que há uma prevalência significativa de bócio na região de Passo Fundo cujos fatores patogenéticos necessitam ser ainda determinados.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/115261
Arquivos Descrição Formato
000018335.pdf (6.068Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.