Repositório Digital

A- A A+

Fumo e envelhecimento funcional pulmonar : estudo longitudinal com seguimento em dez anos

.

Fumo e envelhecimento funcional pulmonar : estudo longitudinal com seguimento em dez anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fumo e envelhecimento funcional pulmonar : estudo longitudinal com seguimento em dez anos
Autor Weidenbach-Gerbase, Margaret
Orientador Palombini, Bruno Carlos
Co-orientador Zamel, Noe
Data 1993
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Pós-Graduação em Pneumologia.
Assunto Estudos longitudinais
Pneumopatias : Etiologia
Tabagismo : Efeitos adversos
Testes de função pulmonar
Resumo O estudo descreve os resultados de duas avaliações com intervalo de dez anos em 39 indivíduos assintomáticos, fumantes e não fumantes, através de testes funcionais respiratórios oriundos de espirometria e curvas fluxo-volume inalando ar ambiente e a mistura He02 (Hélio 80% + Oxigênio 20%) com o objetivo de acompanhar a progressão funcional em uma década dos efeitos fumo e avançar da idade em indivíduos com alterações incipientes nas vias aéreas periféricas. Na primeira avaliação, em 1981, o Volume de Isofluxo (VisoV) e o VEF3/CVF foram os testes que separaram fumantes de não fumantes (p<0,01). A reavaliação em dez anos evidenciou declínio funcional no grupo como um todo, demonstrada por vários testes, sendo mais pronunciada no VisoV que se encontra novamente mais alterado em fumantes, embora a sua variação no tempo tenha sido maior em não fumantes (p<0,01). Separando o grupo de acordo com o sexo observa-se uma diferença importante no grupo das mulheres fumantes; estas, apesar de iniciarem o comprometimento funcional mais tardiamente do que os homens, sofrem perda funcional mais aguda nesta faixa etária. Concluímos que o Volume de Isofluxo piorou com a idade no grupo em geral, mas fumantes com disfunção mínima inicial, expressa por este teste, parecem demonstrar um envelhecimento precoce das pequenas vias aéreas, comparativamente a não fumantes, pois estes atingiram dez anos depois valores para o teste que fumantes apresentavam na década anterior.
Abstract We describe the results of a longitudinal study, determining the recombinant effects of aging and smoking, and the progression of airway dysfunction on individuais with incipient flow limitation on peripheral airways as assessed by density-dependence tests. A group of 39 symptomfree middle-aged smokers and nonsmolcers with normal baseline spircmetry, was evaluated twice, with an interval of ten years, using non invasive methods of assessing small airways. Air and He02 (Helium 80% + Oxygen 20%) maximal flowvolume curves, as well as spirometry, were obtained from the same individuais in 1981 and 1991. On the first occasion, significant tests separating smokers from nonsmokers were the Volume of Isoflow (VisoV) and the FEVj/FVC (p<0.01). On restudy in 1991, both smokers and nonsmokers showed a considerable lost on puhnonary function evidenced through different tests but more expressed by the VisoV. Though smokers still had higher VisoV than never smokers, the increase in ten years was greater in the latter group (p<0.01). Approaching the results according to gender suggest women, though starting later in life, to be more affected by smoking than men in the same age. We conclude that Volume of Isoflow worsened with age in the general group, but smokers with minimal dysfunction appear to show premature aging of small airways as expressed by VisoV.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/115304
Arquivos Descrição Formato
000061651.pdf (5.557Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.