Repositório Digital

A- A A+

Resposta ao trabalho de Kent e Santos : "'Os Charruas vivem' nos gaúchos : a vida social de uma pesuisa de 'resgate' genético de uma etnia indígena extinta no sul do Brasil

.

Resposta ao trabalho de Kent e Santos : "'Os Charruas vivem' nos gaúchos : a vida social de uma pesuisa de 'resgate' genético de uma etnia indígena extinta no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Resposta ao trabalho de Kent e Santos : "'Os Charruas vivem' nos gaúchos : a vida social de uma pesuisa de 'resgate' genético de uma etnia indígena extinta no sul do Brasil
Autor Bortolini, Maria Cátira
Resumo Este artigo explora a articulação entre uma pesquisa de ancestralidade genética e a construção social de identidades étnicas no Rio Grande do Sul. Isso é feito através da análise da vida social de um projeto de pesquisa conduzido por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tal investigação estabeleceu a continuidade genética entre a população Gaúcha contemporânea e os presumidamente extintos Charrua, uma etnia indígena que vivia na região do Pampa do estado. Ao longo do desenvolvimento do projeto de pesquisa, a ideia de continuidade genética passou por diferentes confi gurações, a depender de contextos específicos, sendo afi rmada com diferentes níveis de certeza. A presente análise enfoca as condições sociais e genéticas que possibilitaram o estabelecimento de tal continuidade, assim como a afirmação da especifi cidade genética dos Gaúchos. Finalmente, são explorados os impactos sociais dessa pesquisa, em particular as suas articulações com construções de uma identidade regional diferenciada.
Abstract This paper aims to explore the articulation between genetic ancestry research and social constructions of ethnic identity in the state of Rio Grande do Sul. It will do so by analysing the social life of a research project conducted at the UFRGS that established genetic continuity between the contemporary Gaúcho population and the assumedly extinct indigenous Charrua. In the course of time, this idea of genetic continuity has taken on different incarnations, within varying contexts, and affi rmed with differing levels of certainty. This paper will focus on the social and genetic conditions that have enabled the establishment of such continuity, as well as the affi rmation of the genetic distinctiveness of the Gaúchos. Finally, it will explore the social impacts of this research, in particular its articulation with constructions of a differentiated regional identity.
Contido em Horizontes antropológicos. Porto Alegre, RS. Vol. 18, n. 37 (jan./jun. 2012), p. 373-378
Assunto Genética de populações
Indios charruas
[en] Gaúchos
[en] Identity politics
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115359
Arquivos Descrição Formato
000940820.pdf (464.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.