Repositório Digital

A- A A+

Redes de proteção à infância : ampliando a noção de cuidado na educação infantil

.

Redes de proteção à infância : ampliando a noção de cuidado na educação infantil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Redes de proteção à infância : ampliando a noção de cuidado na educação infantil
Autor Santos, Giorgia Fabiana Vieira dos
Orientador Felipe, Jane
Co-orientador Madeira, Rosemary Modernel
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização em Docência na Educação Infantil.
Assunto Educação infantil
Violência
Resumo A função social da Educação Infantil, numa perspectiva histórica, sempre esteve associada a setores como a Saúde e o Desenvolvimento Social, em alguns momentos aproximando-se mais destes e noutros procurando afastar similaridades com estes segmentos na busca por uma maior identificação com a Educação propriamente. Sentindo a necessidade de compreender melhor como a Educação Infantil, de maneira geral, e mais particularmente em Canoas, município em que moro e trabalho, tem se inscrito na rede de proteção à infância, parti da diretriz de que cuidar e educar são indissociáveis, situei historicamente em nível nacional e municipal a construção deste conceito que é contemporâneo, apesar de estas dimensões sempre terem estado associadas no que concerne à educação e mais perceptivelmente à educação infantil, e sob este prisma procuro ampliar o que seja a noção do conceito de cuidado para algo que está além da saúde, higiene e alimentação. O estabelecimento de legislação que institui a criança como sujeito de direitos abre mais este espectro, em geral pouco explorado, do que se compreende por cuidar, uma vez que a garantia destes direitos passam pela manutenção da dignidade humana e mesmo da preservação da vida. Na pesquisa, pude verificar que o cuidado com a criança alçada ao status legal de cidadã (sujeito de direitos) suscitou a criação de diversos mecanismos para a promoção dos direitos adquiridos que vão desde programas até a instituição de convênios, constituindo o Sistema de Garantia de Direitos. Os documentos e publicações utilizados para esta pesquisa me fizeram constatar também que a tarefa de garantir o cumprimento das leis que protegem crianças e adolescentes é responsabilidade do Poder Público, mas é dever de todos e necessita de articulações bem engendradas e parcerias entre diferentes atores para que se concretize, sendo que a escola de educação infantil, por seu caráter precipuamente intimista, é de fundamental importância na efetivação destas garantias dentro de seu âmbito de atuação. A participação da escola infantil na Rede de Proteção aos Direitos das Crianças, inclusive, é uma das Dimensões analisadas nos Indicadores de Qualidade na Educação Infantil. Na esteira das constatações até aqui registradas, finalmente, analiso a legislação e a articulação da Educação Infantil pública com outros setores integrantes da Rede de Proteção no município inicialmente referido, e faço então uma breve descrição e leitura do panorama atual à luz da perspectiva legal, com ênfase no que preconizam as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/115442
Arquivos Descrição Formato
000956171.pdf (318.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.