Repositório Digital

A- A A+

O agente comunitário de saúde como sujeito de sua ação no trabalho de conclusão do Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde

.

O agente comunitário de saúde como sujeito de sua ação no trabalho de conclusão do Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O agente comunitário de saúde como sujeito de sua ação no trabalho de conclusão do Curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde
Autor Pekelman, Renata
Orientador Moraes, Marielly de
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização em formação integrada multiprofissional em educação e ensino da saúde.
Assunto Agente comunitário de saúde
Ensino técnico
Saúde
Resumo O Agente Comunitário de Saúde há 10 anos teve regulamentado sua formação técnica, que ainda é precária no Brasil. Este estudo é uma análise parcial dos trabalhos de conclusão de curso do Curso Técnico em Agentes Comunitários de Saúde/ Escola GHC. É uma pesquisa qualitativa, de base de dados documental. A análise de dados deu-se através do método de análise de conteúdos com quatro categorias empíricas: trabalho e identidade; mobilização e conquista; trabalho em equipe e a clínica do ACS. Como resultados tem-se no trabalho-identidade o território como espaço contraditório e o papel do ACS também pois deve assumir mais de um papel tanto frente à equipe quanto a comunidade, a experiência do território também oportuniza uma compreensão ampliada da saúde, construindo uma visão da integralidade para as intervenções em saúde; na categoria mobilização e conquista, identifica-se um processo de constituição de sujeito individual e coletivo, o registro da própria história revela em si um sentido de empoderamento, do reconhecimento da coragem e do enfrentamento. E o sentido de liderança; o trabalho em equipe aparece como essência do próprio trabalho do ACS, embora aponte para um conhecimento nuclear a ser compartilhado em equipe. A alteridade como essência para o desenvolvimento da equipe; clínica do ACS, as práticas tanto nos domicílios quanto em outros espaços como o exercício da clínica, do cuidado em saúde vão de um olhar vigilante aos riscos e vulnerabilidades à uma clínica intimista, de segredos, escuta e acolhimento.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/115447
Arquivos Descrição Formato
000954252.pdf (919.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.