Repositório Digital

A- A A+

Experimentação do tempo e estilo de vida em contexto de trabalho imaterial

.

Experimentação do tempo e estilo de vida em contexto de trabalho imaterial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Experimentação do tempo e estilo de vida em contexto de trabalho imaterial
Outro título An investigation of time and lifestyles within an immaterial labor context
Autor Grisci, Carmem Ligia Iochins
Cardoso, Jonas
Resumo Este artigo buscou responder, em contexto de trabalho imaterial, que estilo de vida decorre do uso do tempo permeado pelas tecnologias da informação e comunicação. O estudo qualitativo contou com a participação de 18 docentes horistas de instituições de ensino superior privadas. A coleta de dados se deu por meio de entrevista individual semiestruturada, com foco no uso das tecnologias da informação e comunicação e no exercício do trabalho imaterial, considerando o tempo de trabalho e de não trabalho. A análise de conteúdo partiu dos dados coletados. Os resultados, em consonância com a literatura - em especial, Bauman (2008b), Deleuze (1998), Giddens (2002), Gorz (2005) e Lazzarato e Negri (2001) - apontaram que, em contexto de trabalho imaterial, o estilo de vida é instrumentalizado pelo modo de trabalhar e pelo uso das tecnologias de informação e comunicação. Ele se configura como uma imposição aos sujeitos que o toma na perspectiva de uma estratégia existencial consumista. Mesmo contratado por tempo fracionado em horas, o trabalho dos docentes horistas exige-lhes disponibilidade e mobilização total para o desempenho das atividades laborais, requerendo dedicação em tempo integral. Os estilos de trabalho produzem estilo de vida e sugerem que a vida está sendo convertida em trabalho nos dias de hoje, tanto pela intensificação do trabalho, como pelo prolongamento da jornada.
Abstract The present study sought to establish the lifestyles that arise from the use of time that permeates information and communication technologies, within the context of immaterial labor. This qualitative study included 18 professors from private higher education institutions hourly paid. Data were collected through individual semi-structured interviews focused on the use of information and communication technologies, and in immaterial labor, considering working and nonworking time. The results were in accordance with the literature, particularly Gorz (2005), Lazzarato and Negri (2001), Bauman (2008b), Giddens (2002) and Deleuze (1998). They showed that, in the context of immaterial labor, lifestyles are the result of different ways of working and the use of information and communication technologies. They are imposed on individuals who take them as a perspective of an existential consumer strategy. Though under contract for a given number of hours, the work of the hourly paid professors requires their full availability and mobilization to the performance of their work activities, requiring full-time commitment. Working styles produce lifestyles, suggesting that modern-day life is becoming work, both due to the greater intensity of work itself and longer working days.
Contido em Cadernos EBAPE.BR [recurso eletrônico]. Rio de Janeiro. Vol. 12, n. 4 (out./dez. 2014), p. 851-865
Assunto Estilo de vida
Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs)
Trabalho imaterial
[en] Immaterial labor
[en] Information and communication technologies
[en] Lifestyles
[en] Working and nonworking time
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115520
Arquivos Descrição Formato
000963986.pdf (654.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.