Repositório Digital

A- A A+

Gestão gerencialista, estilos de vida e (im)possibilidades de ruptura na carreira executiva

.

Gestão gerencialista, estilos de vida e (im)possibilidades de ruptura na carreira executiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão gerencialista, estilos de vida e (im)possibilidades de ruptura na carreira executiva
Outro título Managerialism, lifestyles and (im)possibilities of breaks in the executive career
Autor Tonon, Leonardo
Grisci, Carmem Ligia Iochins
Resumo Mudanças socioeconômicas evidenciadas nas últimas décadas contribuíram para a intensificação das vivências relativas ao trabalho, à gestão e à carreira. Nesse contexto, novas demandas vêm sendo impostas ao sujeito do trabalho. O presente estudo parte da indagação: como a gestão gerencialista contribui para a produção de estilos de vida e (im)possibilidades de ruptura na carreira executiva? E suporta-se em três pilares de discussão: carreira, notadamente compreendida como proteana e sem fronteiras, (Hall, 1996; Sullivan & Arthur, 2006), modos de subjetivação ou modos de produção de estilos de vida (Guattari & Rolnik, 2005; Deleuze, 2005), gestão gerencialista (Gaulejac, 2007). O objetivo deste estudo consiste em promover reflexões acerca da (re)produção dos estilos de vida a partir das influências da gestão gerencialista, bem como das (im)possíveis rupturas em relação à carreira executiva. Neste sentido, enaltece a relevância e a necessidade de ampliar as agendas de estudos sobre o tema.
Abstract The socioeconomic changes evidenced in recent decades have contributed to the intensification of experiences relating to work, management and career. In this context, new demands are being imposed on the person or subject who works. The present study uses this question as its starting point: how managerialism contributes to the production of lifestyles and (im)possibilities of breaks in an executive career? It is based on three pillars of discussion: career, especially understood as protean and without limits (Hall, 1996; Sullivan and Arthur, 2006), modes of subjectivity or modes of lifestyle production (Rolnik & Guattari, 2005; Deleuze, 2005 ), and managerialism (Gaulejac, 2007). The purpose of this study is to promote reflections on the (re)production of lifestyles based on the influence of managerialism, as well as the (im)possible disruptions in relation to the executive career. In this sense, this discussion highlights the relevance and the necessity of expanding the study agendas on the subject.
Contido em Gerais: revista interinstitucional de psicologia. Belo Horizonte, MG. Vol. 7, n. 2 (jul./dez. 2014) p. 247-259
Assunto Carreira profissional
Estilo de vida
Executivos
Gerencialismo
[en] Executive career
[en] Lifestyle
[en] Managerialism
[en] Subjectivity
[en] Work
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115521
Arquivos Descrição Formato
000964002.pdf (268.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.