Repositório Digital

A- A A+

Efeitos das dietas de zona, baixo índice glicêmico e baixa caloria na perda de peso, saciedade e aderência em pacientes obesos : ensaio clínico randomizado

.

Efeitos das dietas de zona, baixo índice glicêmico e baixa caloria na perda de peso, saciedade e aderência em pacientes obesos : ensaio clínico randomizado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos das dietas de zona, baixo índice glicêmico e baixa caloria na perda de peso, saciedade e aderência em pacientes obesos : ensaio clínico randomizado
Autor Malinoski, Natasha Krüger
Orientador Friedman, Rogério
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Dieta redutora
Obesidade
Resumo Muitos estudos tem avaliado a eficácia de diferentes tipos de dietas da moda, relacionando determinados nutrientes ou distribuições de macronutrientes à uma maior ou menor perda de peso em pacientes obesos. Apesar dos resultados serem promissores, grande parte dos estudos é limitado, possui poucos pacientes em intervenção, altas taxas de desistência durante o protocolo e/ou são conduzidos por curto período de tempo, dificultando a interpretação dos resultados apresentados. Na maioria dos estudos a média de perda de peso varia de 2 a 5% (+ 10kg), sendo que 50% desses pacientes, recuperam o peso perdido cerca de dois anos após a intervenção dietética. Diversos estudos mostram resultados satisfatórios relacionados a perda de peso rápida quando os pacientes são submetidos à cirurgia bariátrica, entretanto, é um procedimento de alto custo, invasivo e não isento de efeitos colaterais, como deficiências nutricionais importantes. Logo, outros autores sugerem que uma dieta com maiores possibilidades de escolhas alimentares, mas com baixo valor calórico, melhoraria a aderência e consequentemente acarretaria em uma maior diminuição do peso corporal, podendo chegar a uma perda de 10% do peso total. Outros hipotetizam que o acompanhamento seja feito juntamente dos membros familiares, para que haja uma concordância entre os alimentos consumidos pelos pacientes em dieta e os da família, diminuindo a probabilidade de deslizes relacionados à exposição domiciliar a alimentos considerados calóricos durante a intervenção. Dietas hiperprotéicas têm se mostrado eficazes à curto prazo por aumentarem a saciedade desses pacientes, entretanto, esse mecanismo não está bem elucidado. Com base nesse pressuposto, desenvolveu-se a dieta de Zona, que possui baixos valores de carboidratos (40%) e consequentemente, um alto percentual de proteínas e lipídeos (30%) sem ter o mesmo padrão restritivo das dietas hiperprotéicas usuais. Outros autores propõem uma simples redução calórica o que causaria redução do peso em pacientes obesos com a mesma eficácia de outras dietas. Devido à falta de consenso sobre qual é a dieta mais eficaz dentre as citadas acima, e a escassez de estudos randomizados que avaliem a saciedade e aderência juntamente com perda de peso em pacientes obesos grau III, esse estudo tem por objetivo avaliar qual dieta beneficiaria mais esses parâmetros, em pacientes em triagem para cirurgia bariátrica no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) durante 6 meses de protocolo.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/115533
Arquivos Descrição Formato
000910210.pdf (656.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.