Repositório Digital

A- A A+

Polimorfismo V89L do gene 5 α-redutase tipo II (SRD5A2) e a associação com o risco de câncer de próstata :

.

Polimorfismo V89L do gene 5 α-redutase tipo II (SRD5A2) e a associação com o risco de câncer de próstata :

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Polimorfismo V89L do gene 5 α-redutase tipo II (SRD5A2) e a associação com o risco de câncer de próstata :
Autor Amorin, Bruna
Orientador Koff, Walter Jose
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto 3-oxo-5-alfa-esteróide 4-desidrogenase
Fatores de risco
Neoplasias da próstata
Polimorfismo genético
Resumo Introdução: A pesquisa por marcadores genéticos de susceptibilidade a doenças geralmente focam um gene baseado nas propriedades e vias metabólicas de seus produtos protéicos, assim, genes envolvidos na biossíntese de andrógenos podem identificar possíveis alterações na carcinogênese prostática. Diferenças étnicas em polimorfismos apresentam um papel no metabolismo de hormônios e podem acometer diferentes raças no risco de desenvolver câncer de próstata. A 5 alfaredutase (SRD5A2) é a enzima responsável por catalisar irreversivelmente a conversão da testosterona no principal androgênio prostático, dihidrotestosterona (DHT). Vários polimorfismos associados ao gene SRD5A2 tem sido estudados e relatados quanto à possível associação com o aumento do risco/susceptibilidade do CaP, entre eles, o polimorfismo V89L. Objetivos: Avaliação da associação do polimorfismo V89L do gene SRD5A2 com o risco de câncer de próstata em uma amostra da população do Rio Grande do Sul; avaliação da frequência deste polimorfismo em uma amostra de indivíduos com câncer de próstata e em um grupo controle e correlação da frequência do polimorfismo com os níveis séricos de testosterona total e livre, bem como o PSA. Métodos: Foram coletadas amostras de sangue de 169 casos com câncer de próstata e 177 controles. Os genótipos do polimorfismo V/V, V/L e L/L foram comparados entre casos e controles. Resultados: O genótipo V/V foi significativamente mais frequente nos controles em comparação com os casos, entretanto não encontramos associação entre os genótipos do polimorfismo V89L e o risco de desenvolver o câncer de próstata, porém ao analisarmos somente os indivíduos com idade inferior a 65 anos, verificamos que o genótipo V/V quando comparado com o genótipo V/L e quando comprado com o genótipo (L/L+V/L) apresenta um fator protetor (OR: 0,338; IC: 0,134-0,858; p=0,022 e OR:0,046; IC: 0,166-0,990; p=0,047, respectivamente). Verificamos também que o genótipo V/L quando comparado com o genótipo (V/V+L/L) proporciona um risco para o desenvolvimento de câncer de próstata (OR:1,651; IC: 1,043-2,613; p=0,032). Conclusões: Nosso estudo sugere que entre indivíduos com menos de 65 anos de idade, o genótipo V/L do polimorfismo V89L pode desempenhar um significativo risco de desenvolver CaP e que o genótipo V/V está associado com um fator protetor para o câncer de próstata.
Abstract Background: The search for genetic markers of susceptibility to diseases often focus on a gene based on the properties of metabolic pathways and their protein products, thus, genes involved in biosynthesis of androgens can identify possible changes in prostate carcinogenesis. Ethnic differences in polymorphisms have a role in hormone metabolism and may affect different races in the risk of developing prostate cancer. The 5 alpha-reductase (SRD5A2) is the enzyme responsible for irreversibly catalyzing the conversion of testosterone into the main prostatic androgen, DHT. Several polymorphisms associated with the SRD5A2 gene has been studied and reported on the possible association with increased risk or susceptibility of PCa among them, the V89L polymorphism. Objectives: Assessment of association of the V89L polymorphism of SRD5A2 gene with prostate cancer risk in a population sample from Rio Grande do Sul, evaluate the frequency of this polymorphism in a sample of individuals with prostate cancer and a control group and the frequency correlation polymorphism on serum levels of total and free testosterone and PSA. Methods: Blood samples were collected for 169 prostate cancer cases and 177 controls. The genotypes (V/V, V/L and L/L) were compared among cases and controls. Results: The genotype V/V was significantly more frequent in controls compared with cases, however we found no association between the V89L polymorphism genotypes and the risk of developing prostate cancer, but when we analyzed only those individuals under the age of 65 years, we found that the genotype V/V compared with V/L and when purchased with genotype (L/L+V/L) has a protective factor (OR: 0.338 CI:0.134-0.858, p = 0.022 and OR: 0.046; CI: 0.166-0.990,p=0,047, respectively). We also found that genotype V/L compared with genotype (V/V+L/L) gives a risk for developing prostate cancer (OR:1.651; CI:1.043-2.613, p=0.032). Conclusion: Our study suggests that among people under 65 years of age, the genotype V/L may play a significant risk of developing CaP and genotype V/V is associated with a protective factor for prostate cancer.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/115564
Arquivos Descrição Formato
000768795.pdf (896.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.