Repositório Digital

A- A A+

Análise cognitiva da escrita de palavras de adultos após acidente vascular cerebral nos hemisférios direito e esquerdo

.

Análise cognitiva da escrita de palavras de adultos após acidente vascular cerebral nos hemisférios direito e esquerdo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise cognitiva da escrita de palavras de adultos após acidente vascular cerebral nos hemisférios direito e esquerdo
Outro título Cognitive analysis of written words of adult after stroke in right and left hemispheres
Autor Rodrigues, Jaqueline de Carvalho
Orientador Salles, Jerusa Fumagalli de
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Cérebro
Linguagem escrita
Linguagem oral
Neuropsicologia cognitiva
[en] Acquired dysgraphia
[en] Agraphia
[en] Neuropsychological assessment
[en] Stroke
[en] Written language
Resumo Esta dissertação é composta por três estudos conduzidos de acordo com a abordagem da Neuropsicologia Cognitiva, a fim de compreender as habilidades e prejuízos na escrita de palavras/pseudopalavras de adultos com lesão cerebrovascular no hemisfério direito (LHD) e no hemisfério esquerdo (LHE), comparados a adultos neurologicamente saudáveis (controles). No primeiro estudo, comparou-se o desempenho dos grupos com LHE, LHD e controles em tarefas de linguagem oral e escrita e nos tipos de erros na tarefa Escrita Ditada em um instrumento de avaliação neuropsicológica breve. O grupo com LHE apresentou pior desempenho em todas as tarefas de linguagem oral e escrita (exceto em compreensão oral). Verificou-se que o grupo com LHE demonstrou déficits significativos nas habilidades linguísticas (rotas fonológica e lexical) e periféricas fundamentais para escrita de palavras, enquanto os casos com LHD destacaram-se por déficits no uso da rota lexical (Regularizações). No segundo estudo, descreveu-se o processo de construção de uma Tarefa de Escrita de Palavras/pseudopalavras controlada linguisticamente para avaliação das disgrafias em adultos. No terceiro estudo buscou-se analisar as habilidades de linguagem oral e escrita de adultos com LHE e LHD comparados a controles, analisar a associação entre características sociodemográficas e o desempenho em escrita ditada e distinguir o tipo de disgrafia adquirida dos casos com escores deficitários. Não foram encontradas diferenças significativas entre os perfis linguísticos dos grupos. Melhor desempenho na escrita de palavras mostrou estar associado com altos hábitos de leitura e escrita e maior escolaridade dos adultos. Verificaram-se características de disgrafias linguísticas (fonológica, lexical e mista) e periférificas em casos com LHE e LHD. A presente dissertação destaca a heterogeneidade dos déficits de escrita encontrados e ressalta a importância do controle das variáveis sociodemográficas no diagnóstico de disgrafia adquirida.
Abstract This dissertation consists of three studies conducted in accordance with the approach of Cognitive Neuropsychology, in order to understand the skills and damages in writing of words and pseudowords of adults with cerebrovascular lesions in the right hemisphere (LHD) and left hemisphere (LHE) compared to neurologically healthy adults (controls). The first study compared the performance of groups with LHE, LHD and controls on tasks of oral and written language and the types of errors in the task dictated writing in a brief neuropsychological assessment instrument. The LHE group showed worse performance on all tasks of oral and written language (except in oral comprehension). It was found that the group with LHE has demonstrated significant deficits in linguistic (phonological and lexical) and peripheral skills fundamental to writing of words, while cases with LHD highlighted for deficits in the use of the lexical route (Regularizations). In the second study, was presented the construction process of a words/pseudowords writing task linguistically controlled for evaluation of dysgraphias in adults. The third study aimed to examine the oral and writing language skills of adults with LHE and LHD compared to controls, examining the association between sociodemographic characteristics and performance on dictated written distinguish the type of acquired dysgraphia in the cases with deficient scores. There were no significant differences between the linguistic profiles of the groups. Best performance in writing of words was associated with higher reading and writing habits and higher education of adults. There were features linguistic (phonological, lexical and mixed) and peripherical dysgraphias in cases with LHE and LHD. This dissertation highlights the heterogeneity of deficits founded in the word writing and highlights the importance of controlling sociodemographic variables in the diagnosis of acquired dysgraphia.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/115602
Arquivos Descrição Formato
000891605.pdf (1.707Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.