Repositório Digital

A- A A+

Papel das espécies reativas de oxigênio sobre os níveis de citocinas inflamatórias e proteínas apoptóticas no hipertireoidismo experimental

.

Papel das espécies reativas de oxigênio sobre os níveis de citocinas inflamatórias e proteínas apoptóticas no hipertireoidismo experimental

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Papel das espécies reativas de oxigênio sobre os níveis de citocinas inflamatórias e proteínas apoptóticas no hipertireoidismo experimental
Autor Teixeira, Rayane Brinck
Orientador Araújo, Alex Sander da Rosa
Co-orientador Carraro, Cristina Campos
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia.
Assunto Citocinas
Espécies de oxigênio reativas
Estresse oxidativo
Hipertireoidismo
Proteínas reguladoras de apoptose
[en] Apoptosis
[en] Cardiac hypertrophy
[en] Hyperthyroidism
[en] Inflammation
[en] Oxidative stress
[en] Reactive oxygen species
[en] Thyroid hormones
Resumo No sistema cardiovascular, os hormônios da tireoide exercem uma importante ação, influenciando a captação de cálcio, o inotropismo e o cronotropismo cardíaco e a resistência vascular periférica. No entanto, uma exacerbação destas ações, causada pelo aumento da secreção dos hormônios da tireoide, gera uma quebra desta homeostase e o desenvolvimento de hipertireoidismo. O hipertireoidismo leva ao aumento do consumo de oxigênio, gerando uma situação de estresse oxidativo. A exposição crônica ao estresse oxidativo leva à ativação de fatores de transcrição e citocinas, causando hipertrofia de cardiomiócitos e progressão para insuficiência cardíaca com inflamação e apoptose. Logo, o objetivo deste trabalho foi avaliar o papel dos hormônios da tireoide sobre a ativação de vias inflamatórias e apoptóticas mediada pelo estresse oxidativo. Neste estudo, nós avaliamos parâmetros de estresse oxidativo e algumas citocinas envolvidas com as vias de sinalização inflamatória e apoptótica. Para isso, utilizamos 60 ratos wistar, divididos em 2 grupos: Controle e Tratado (T4), com um n de 30 animais por grupo. O grupo T4 foi submetido à indução de hipertireoidismo através da adição de L-tiroxina (T4 – 12mg/L) na água de beber por 28 dias. O grupo controle não recebeu tratamento com L-tiroxina. Houve desenvolvimento de hipertireoidismo e indução de hipertrofia cardíaca no grupo T4. Verificamos também o aumento de H2O2 no coração e redução de -SH em eritrócitos no grupo T4. Houve aumento de LDH no grupo T4, indicando dano tecidual. Por fim, houve redução de PGC1-α, além de uma redução do p53 e de Bcl2 e aumento da razão Bax/Bcl2 no grupo T4. Os resultados apontam para a ocorrência de estresse oxidativo, o que com potencial dano induziu uma redução de PGC1-α e de p53, que podem estar relacionados à ativação de proteínas apoptóticas, como observado pelo aumento da razão Bax/Bcl2 no grupo tratado.
Abstract In the cardiovascular system, the thyroid hormones play an important action, influencing the uptake of calcium, the cardiac inotropy and chronotropy and peripheral vascular resistance. However, an exacerbation of these actions, caused by increased secretion of thyroid hormones, generates a breach of this homeostasis and could lead to development of hyperthyroidism. Hyperthyroidism leads to increased oxygen consumption, generating oxidative stress. Chronic exposure to oxidative stress leads to the activation of transcription factors and cytokines, causing cardiomyocyte hypertrophy and progression to heart failure with inflammation and apoptosis. Therefore, the aim of this study was to evaluate the role of thyroid hormones on the activation of inflammatory pathways and apoptotic mediated by oxidative stress. In this study, we evaluated some oxidative stress parameters and cytokines involved in inflammatory and apoptosis signaling pathways. For this, we used 60 Wistar rats, divided into 2 groups: control and treated (T4), with an n of 30 animals per group. The group T4 was subjected to hyperthyroidism induction by the addition of L-thyroxine (T4 - 12mg / L) in their drinking water for 28 days. The control group received no treatment with L-thyroxine. There was development of hyperthyroidism and induction of cardiac hypertrophy in the T4 group. We noticed the increase of H2O2 in the heart and reduced -SH in erythrocytes in the T4 group. There was LDH increase in the T4 group, indicating tissue damage. Finally, a reduction of PGC1-α, as well as a reduction of p53 and Bax/Bcl2 ratio increase in the T4 group. The results point to the occurrence of oxidative stress, which with potential damage induced a PGC1-α and p53 reduction, wich can be related to the activation of apoptotic proteins, as observed by increased Bax / Bcl2 ratio in the treated group.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/115697
Arquivos Descrição Formato
000965267.pdf (558.5Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.