Repositório Digital

A- A A+

Gostei dela, mas se eu pudesse eu mudaria : brincadeiras de crianças com "bonecos-corpos-diferentes"

.

Gostei dela, mas se eu pudesse eu mudaria : brincadeiras de crianças com "bonecos-corpos-diferentes"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gostei dela, mas se eu pudesse eu mudaria : brincadeiras de crianças com "bonecos-corpos-diferentes"
Autor Santos, Nathália Cargnin
Orientador Dornelles, Leni Vieira
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Brincadeira
Brinquedo
Educação infantil
Resumo Neste Trabalho de Conclusão de Curso apresento minha pesquisa sobre os modos de brincar entre crianças e bonecos-corpos-diferentes. Tal trabalho busca entender como as crianças de cinco anos se posicionam frente aos bonecos cadeirantes, gordos, amputados, carecas, Downs, negros e velhos. Tenho como objetivo principal analisar as interações de crianças com bonecos-corpos-diferentes, buscando aprofundar o debate sobre a construção cultural de corpo na educação infantil. O trabalho se insere no campo dos Estudos Culturais; assim, utilizo-me de autores como Dornelles (2003), Sarmento (2008), Silva (2007), Veiga-Neto (2001), Goellner (2003), e outros, para embasar minha pesquisa. A investigação caracterizou-se como uma pesquisa com crianças, numa articulação entre etnografia e teoria pós-crítica, valendo-se de observação participante e brincadeiras com os bonecos. Preocupou-se em fazer emergir as vozes das crianças, ou seja, o que pensam e manifestam acerca do tema pesquisado, tornando-as partícipes ativos da investigação. O trabalho foi realizado em dois encontros semanais, totalizando dez horas, durante dois meses, em uma turma de Jardim B, de uma escola municipal de educação infantil de Porto Alegre, com vinte e uma crianças, sendo quatorze meninos e sete meninas, moradores do bairro. Ao analisar os dados da pesquisa, foi possível perceber que as crianças identificaram, associaram e reconheceram os corpos dos bonecos e trouxeram-nos para suas brincadeiras, buscando quase sempre, encontrar maneiras de curá-los através do uso de acessórios, como forma de normatizar aqueles corpos. O Trabalho de Conclusão de Curso se mostra como uma possibilidade de ampliar o que entendem as crianças sobre seus corpos e os corpos do dos outros. Pensando talvez diferente do que pensavam sobre se ter um corpo “normal”.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/115760
Arquivos Descrição Formato
000954142.pdf (759.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.