Repositório Digital

A- A A+

Pertencimento étnico-racial, negritude e literatura : narrativas e produções de crianças dos anos iniciais

.

Pertencimento étnico-racial, negritude e literatura : narrativas e produções de crianças dos anos iniciais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pertencimento étnico-racial, negritude e literatura : narrativas e produções de crianças dos anos iniciais
Autor Costa, Kyanny Denardi da
Orientador Meinerz, Carla Beatriz
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Ensino fundamental
Identidade
Narrativa
Negritude
Resumo O presente texto resulta de um trabalho de conclusão do curso de Pedagogia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e situa-se no campo das pesquisas em Educação das relações étnico-raciais. Investiga especificamente as marcas de pertencimento étnico-racial negro de crianças dos anos iniciais de uma turma do terceiro ano do ensino fundamental de uma escola pública estadual na cidade de Porto Alegre/RS. Esse estudo contemplou três objetivos principais, sendo eles: Identificar e analisar como os alunos da turma pesquisada constroem narrativas e produzem imagens de si e dos outros, numa perspectiva étnico-racial; Identificar e analisar quais marcas de representação étnico-raciais esses alunos narram e/ou produzem; Identificar e analisar narrativas culturais relacionadas aos afro-descendentes que perpassam as relações sociais na sala de aula observada. Adota uma abordagem metodológica do tipo qualitativa optando pelo estudo de caso com uso de análise documental, entrevistas, observações e propostas de investigação específicas para as produções e narrativas infantis. A primeira proposta incitou os alunos a produzir um autorretrato desenhando a si próprios; as demais sugeriram aos alunos a produção de desenhos sobre três obras de literatura infantil contemporânea, escolhidas pela potencialidade para criar reflexões acerca da temática étnico-racial a partir de seus personagens. A articulação teórica para a construção das análises foi embasada nos estudos de Gládis Elise Pereira da Silva Kaercher e Maria Isabel Dalla Zen (2012) sobre “identidade étnico-racial”; igualmente o conceito de “identidade e diferença” referenciado pelos autores Tomaz Tadeu da Silva e Stuart Hall (2012); as reflexões de Jorge Larrosa (1994) fundamentaram os conceitos de “narrativas” e “narrações” utilizados para compreender o que foi coletado nos desenhos e falas dos alunos. A coleta e análise dos dados resultou em considerações sobre a escola pesquisada, compreendida por experimenta fases de “invisibilidade” e de “negação”, conforme a proposição de Rosa Margarida de Carvalho Rocha (2009). Dessa forma, destaca-se nas conclusões do estudo, a ausência de práticas pedagógicas que discutam o tema das relações étnico-raciais. Tais evidência reforçam a importância e urgência do trabalho pedagógico que atenda à receptividade e implementação das Leis 10.639/03 e 11.645/08, relativas obrigatoriedade do estudo das histórias e das culturas afro-brasileiras e indígenas e africanas nos currículos da Educação Básica. Essas leis que alteraram o artigo 26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional apontam também para a educação antirracista e das relações étnico-raciais, compreendidas no contexto da luta pela promoção da equidade racial na sociedade brasileira.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/115808
Arquivos Descrição Formato
000953837.pdf (1.237Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.