Repositório Digital

A- A A+

A arquitetura organizacional aplicada à construção de entidade de autogestão em saúde

.

A arquitetura organizacional aplicada à construção de entidade de autogestão em saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A arquitetura organizacional aplicada à construção de entidade de autogestão em saúde
Autor Dutra, Rodrigo Stigger
Orientador Hillbrecht, Ronald Otto
Data 2006
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Assistência médica
Autogestão
Brasil
Economia da saúde
Planos de saúde
[en] Agent-main mode
[en] Cost of transaction
[en] Evaluation of performance
[en] Firm
[en] Human behavior
[en] Incentive
[en] Operator immediate of health
[en] Organizacional architecture
[en] Regulation
[en] Right of decision
[en] Self management
[en] Suplemental health
[en] Uncertainty
Resumo A presente dissertação objetiva demonstrar a aplicabilidade dos conceitos relativos à arquitetura organizacional à criação de entidade de autogestão em saúde. Para atingir este propósito agregamos à revisão bibliográfica de trabalhos versando sobre a nova teoria da firma e sobre o mercado de saúde suplementar brasileiro informações coletadas a partir da experiência profissional do autor e de colaboradores atuantes no setor em questão. A fundamentàção teórica agrupando os conceitos econômicos utilizados no trabalho conjugada com a realização de retrospectiva histórica do setor, bem como a contextualização de seu cenário atual, possibilitaram a construção de proposta para constituição de entidade de autogestão . em saúde do tipo patrocinada.Desse modo, podemos concluir que a correta leitura do ambiente de negócios ao qual se vincula, traduzida na elaboração de estratégia viabilizadora das aspirações da entidade, possibilita estruturar a firma sob o critério de melhor uso do conhecimento específico disperso entre os empregados. Para tanto, deve-se definir uma política de delegação de poder para tomada de decisões aos colaboradores conjuntamente com a formulação de sistemas de incentivos e avaliação e monitoramento de performance como alternativa eficiente na busca pela maximização do resultado da instituição.
Abstract The present dissertation objective to demonstrate the applicability of the relative concepts to the organizacional architecture to the creation of entity of self management in health. To reach this intention we add to the bibliographical revision of works turning on the new theory of the firm and on the brazilian market of suplemental health the information collected from the professional experience of the author and of operating collaborators in the sector in questiono The theoretical recital grouping the used economic concepts in the work conjugated with the accomplishment of historical retrospect of the sector, as well as the contextualization of its current scene, makes possible the construction of proposal for constitution of entity of self management in health of the sponsored type. In this manner, we can conclude that the correct business-oriented reading of the environment which if ties, translated in the elaboration of strategy of the aspirations of the entity, makes possible to structuralize the firm under the criterion of better use of the dispersed specific knowledge between the employees. For in such a way, one politics of delegation of jointly being able for taking of decisions to the collaborators with the formularization of systems of incentives and evaluation and monitoring of efficient performance as alternative in the search for the maximization of the result of the institution must be defined.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11581
Arquivos Descrição Formato
000615818.pdf (604.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.