Repositório Digital

A- A A+

Triagem auditiva escolar no município de Porto Alegre : resultados do estudo piloto

.

Triagem auditiva escolar no município de Porto Alegre : resultados do estudo piloto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Triagem auditiva escolar no município de Porto Alegre : resultados do estudo piloto
Outro título School hearing screening in the city of Porto Alegre : results of the pilot study
Autor Cardoso, Yandra Mesquita Pereira
Puerari, Vera Regina
Freitas, Christiane Nunes de
Zimmer, Daniela
Bonamigo, Andrea Wander
Reis, Roberta Alvarenga
Ferreira, Maria Inês Dornelles da Costa
Resumo Objetivo: descrever os resultados do estudo piloto realizado para orientar o processo de implementação da triagem auditiva escolar, no Município de Porto Alegre. Métodos: foram aplicados 134 protocolos em crianças de seis a oito anos de idade de uma Escola Municipal de Ensino Fundamental de Porto Alegre. Os resultados apresentados no protocolo de triagem eram: medida do Nível de Pressão Sonora no ambiente, durante a realização da triagem audiométrica; resposta à triagem audiométrica em 20 dB nas frequências de 1000Hz, 2000Hz e 4000Hz, em ambas as orelhas; Medidas de Imitância Acústica: curva timpanométrica e reflexos acústicos ipsilaterais nas frequências de 500Hz, 1000Hz, 2000Hz e 4000Hz, em 100 dB nas duas orelhas, utilizando o critério passa-falha. Resultados: em relação ao sexo, 50,75% eram meninos. A idade média foi 6,86 anos (± 0.46). Na triagem audiométrica a grande maioria das crianças passou e a curva timpanométrica mais encontrada foi a Tipo A (51,7%), seguida da Tipo C (24,1%) na orelha direita, e na orelha esquerda 55,7% eram Tipo A e 21,6% Tipo C. O ruído ambiental manteve-se abaixo de 50 dBNA em 90,5%. Conclusão: a maioria das crianças que falharam na TAE tinha seis anos de idade. A curva timpanométrica mais prevalente foi do Tipo A, seguida do Tipo C. Não se observou diferenças estatisticamente significantes ao comparar as orelhas testadas e os sexos.
Abstract Purpose: to describe the results of the pilot study to guide the process of implementation of school auditory screening in the city of Porto Alegre. Methods: 134 protocols of children among six and eight years old, attending classes in an Elementary City School of Porto Alegre. The results were: screening audiometric frequencies of 1000 Hz, 2000 Hz and 4000 Hz in both ears; measurement of sound pressure levels in the environment during the audiometric screening; response to audiometric screening at 20 dB at 1000 Hz, 2000 Hz and 4000 Hz in both ears; acoustic immitance, containing tympanometric curve and ipsilateral phonics repercussion in the frequencies of 500Hz, 1000Hz, 2000Hzand 4000Hz, in left and right ears. Results: in respect to gender, 50.75% were boys and 49,25% were girls. The average age of children was 6,86 years (± 0.46). Most children did well in audiometric screening. The most common tympanometric curve was Type A (51.72%), followed by Type C (24.14%) in the right ear. In the left ear, 55.68% was Type A and 21.59%, Type C. Environmental noise remained below 50dBNA (90.53%). At the conclusion of the screening we could notice that there was a difference statistically significant among 7-8year-old children, who did well. Conclusion: most children who failed the school auditory screening was six years old. The tympanogram was the most prevalent type A. No statistically significant differences were observed when comparing the tested ears and gender.
Contido em Revista CEFAC. São Paulo. Vol. 16, n. 6 (nov./dez. 2014), p. 1878-1887
Assunto Audição
Perda auditiva
Triagem
[en] Hearing
[en] Hearing loss
[en] Primary prevention
[en] Schools
[en] Triage
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115897
Arquivos Descrição Formato
000954955.pdf (304.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.