Repositório Digital

A- A A+

A participação dos atores universitários : um estudo do caso do Salão de Iniciação Científica da UFRGS

.

A participação dos atores universitários : um estudo do caso do Salão de Iniciação Científica da UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A participação dos atores universitários : um estudo do caso do Salão de Iniciação Científica da UFRGS
Autor Silva, Jorge Paiva da
Orientador Genro, Maria Elly Herz
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Avaliação
Democracia
Iniciação científica
Universidade
Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
[en] Democracy
[en] Evaluation
[en] Salon of initiative science
[en] University
Resumo Esta pesquisa tem o propósito de analisar e refletir sobre a participação dos atores universitários, através de um estudo do caso do Salão de Iniciação Científica da UFRGS. Atores universitários aqui foram representados por professores, estudantes e técnicos. A proposta tem a preocupação com a inovação na educação superior. Trata-se de uma análise de fragmentos de percepções e perspectivas, que dão pistas a uma inovação na universidade, sendo esta em construção por aproximações à democracia participativa, incluindo estudantes, professores e técnicos. Entretanto, existe um contexto marcado pelo contraditório pela mediação da avaliação como um instrumento de controle na universidade, por conta da avaliação externa. Agentes externos do CNPq avaliam também o SIC, preocupados com a prestação de contas dos bolsistas PIBIC/CNPq. Ao mesmo tempo, há a avaliação educacional como um instrumento de construção do conhecimento e de responsabilidade democrática do conhecimento, avaliando outros sujeitos, como os voluntários em pesquisa. Por essa lógica de responsabilidade democrática, desafiamos o seu formato com aproximações da Avaliação Participativa (LEITE, 2005). Antes e depois do Salão de IC da UFRGS, também, as experiências nos falam de outros limites e possibilidades de participação dos atores universitários. Diante desse quadro complexo, procedemos à análise, interpretação e dialetização das potencialidades da participação, da democracia, da relação da universidade e sociedade através de percepções e perspectivas dos sujeitos universitários, engendrando os dados com o referencial teórico. Para o estudo do caso qualitativo do SIC, recortamos o período dos anos 2011 a 2013. Fizemos uso da análise documental e de entrevistas semiestruturadas. Pela análise do conteúdo, entrelaçamos o material empírico com o referencial teórico. Encontramos suporte teórico-epistemológico e conceitual em Denise Leite (como avaliações e Avaliação Participativa na universidade); Boaventura de Sousa Santos (refletindo sobre Democracia Participativa); Santo e Almeida-Filho (Universidade no Século XXI); e Joaquim Severino e Pedro Goergen (considerando a emergência de uma ética praxista em educação). Os resultados evidenciaram que o evento tem relevante importância aos sujeitos, mas que apresenta contradições. Na avaliação educacional, existem potencialidades a uma avaliação participativa. Houve avaliações externas e internas, apresentações públicas, regras estabelecidas para discutir o conhecimento produzido em pesquisa. Entretanto, quanto à premiação, os destaques são interessantes pelo mérito científico de quantos forem certificados, diferente do prêmio UFRGS Jovem, que é algo a ser repensado, enquanto discussão do valor meritocrático somente a um estudante. Nesse repensar, com relação ao processo decisório para a construção do SIC, técnicos e estudantes não participam da comissão organizadora do evento, ao passo que os professores acumulam diversas funções e papeis na universidade. Colocamos em evidência, também, os desafios aos rumos da virtualização da apresentação de pôsteres, antes físicos, agora virtuais. Apontamos benefícios significativos à avaliação interna, das bancas julgadoras, aproximando a sociedade do conhecimento produzido em pesquisa. Também tecemos considerações sobre as importantes contribuições das práticas de interação política e momentos de escuta ao outro enquanto avaliação educativa. Colocamos a questão da organização do momento “livre” de trocas de experiências, que precisa ser repensado. Sobre isso, colocamos a oportunidade da entrada do Salão de IC no conjunto de eventos da semana acadêmica do Salão UFRGS. Na medida em que identificamos o enfoque que se resumiu à divulgação coordenada do conhecimento, outras possibilidades interdisciplinares surgem como inovação pedagógica. Sendo esta pesquisa uma singela contribuição, o evento do tipo SIC é hoje uma realidade em todas as instituições beneficiárias do programa PIBIC/CNPq. Os resultados desta pesquisa não pretendem ser absolutos. Nossa intenção, acima de tudo, foi o de evidenciar um olhar sobre a questão de um evento que tem sua realização na semana acadêmica, mas implica desdobramentos como processo de formação científica durante o ano e desenvolvimento e aproveitamento curricular são certificados, sendo importante na aproximação da graduação com a pós-graduação.
Abstract This research aims to examine and get into reflections of university actors participation, through a case of study of the Salon of Initiative Science. University actors here were thought as professors, students and technicians. The subject concerns of some contribution for Higher Education innovation. It concerns of innovation in clusters, which get into closer contact from participating at the Salon of Initiative Science to a participative democracy. There is a context with some contradiction by evaluation mediation as a control instrument at the university, by the external assessment. The CNPq agents also assess the Salon of Initiative Science, in a sense of having the students to give account for their PIBIC/CNPq scholarships when presenting their works at the Salon. At the same time, there is an educations assessment as an instrument of knowledge construction and as a democratic responsibility, evaluating other individuals, like those volunteers for research. By this democratic responsibility logic, we think of the Participative Assessment contact. Before and after the Salon of Initiative Science of UFRGS, also, the set of experience has told us about limits and possibilities of participation. When we faced this complex frame, we had to proceed by examining, interpretating and dialectizing the participating potencial instance, the democracy, the university and society relationship, through perceptions and perspectives of the university actors. Through a qualitative case of study of this Salon, our piece of study was limited between years 2011 to 2013, we used document analysis and semistructured interviews. For the content analysis, we matched the empirical material and the theoretical reference. Then, we set the innovation movement construction, as they get closer or farther from the participative democracy reference. We were theoretical and epistemological and conceptual supported by Denise Leite (Evaluations, and Participative Evaluation at the university); Boaventura de Sousa Santos (reflecting of Participative Democracy); Santos and Almeida-Filho (University in the 21st Century); Joaquim Severino and Pedro Goergen (considering the necessity of the praxis ethics in education). The results showed that the event has relevant importance, but we faced some contradictions. By educational evaluation, there was potential for the Participative Evaluation. There were external and internal evaluations, the presentations were public, rules were set to discuss the knowledge produced by research. However, there is a merit logic that prizes students. On one hand, by the quality of works, students may be awarded. And they may be various or anyone. On the other hand, there is an award for the best one, the UFRGS Youth Prize. It was a competition among the best ones already selected. This evaluation is under questioned subject as meritocratic value only facing one student. Considering this discussion, the decision-making process for the Salon, students and technicians did not participate, only professors. On the other hand, professors have been increasing their tasks and duties and roles at the university. We set the significant benefit of internal evaluation, consisting of judging commissions, but also getting in contact with the society, making the knowledge available for them. We also commented on important contributions of practices of political interaction and moments of listening to others through educational evaluation. We also set to spot to challenge to virtual presentation of posters. We considered the end of free moment organized setting for exchange knowledge, as at the time of physical posters. Getting to known the Salon of Initiative Science was submitted to the set of events of the Academic Week of the Salon UFRGS, the focus necessarily went into coordinative publicization of the knowledge production. But we think new interdisciplinary ways may be on the spot as innovation for pedagogy. Considering this piece of research just one contribution, the Salon is today a reality in every institution which has the PIBIC/CNPq scholarship in Brazil. The results here do not intend to be absolute. However, above all, our intention was to give a glance at an event which happens every year through the academic week, but it is also a process through the year in which scientific formation, and development and credit addition curriculum are certificated, and important link between undergraduation and postgraduation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/115956
Arquivos Descrição Formato
000964915.pdf (1.998Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.