Repositório Digital

A- A A+

Práticas corporais em uma Unidade Básica de Saúde : relato de experiência de uma estudante de Educação Física junto a um grupo de convivência dedicado à vida saudável

.

Práticas corporais em uma Unidade Básica de Saúde : relato de experiência de uma estudante de Educação Física junto a um grupo de convivência dedicado à vida saudável

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas corporais em uma Unidade Básica de Saúde : relato de experiência de uma estudante de Educação Física junto a um grupo de convivência dedicado à vida saudável
Autor Dahlke, Ana Paula
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Práticas corporais
Qualidade de vida
Resumo A criação do Sistema Único de Saúde (SUS), tendo como base o conceito ampliado de saúde e a posterior introdução da Educação Física (EF) como um das profissões da área da saúde, através da Resolução CNS n. 287, de 1998, apresentou novas possibilidades de atuação para este profissional. A criação da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS), colocando as práticas corporais/atividades físicas como meio de cuidado e promoção da saúde, a criação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) e das Academias da Saúde consolidou a presença do profissional de EF no SUS. Nesse sentido, o objetivo deste estudo foi refletir sobre uma experiência supervisionada de prática profissional em saúde de uma estudante de EF atuando com práticas corporais, mais especificamente na atenção básica (AB), em um grupo de convivência que aborda temas sobre alimentação e vida saudável. A abordagem utilizada foi de cunho qualitativo, com o emprego do relato de experiência, com o objetivo de analisar o registro das impressões e acontecimentos descritos no diário de campo. As práticas corporais produzem saúde e cuidado, além de construir autonomia, aumentar as oportunidades de socialização e de corresponsabilidade entre os sujeitos envolvidos (usuários e profissionais). Para que a formação em EF possa conduzir as práticas corporais nos serviços/ambientes de saúde no sentido descrito acima, é necessária uma adequação dos cursos de formação tendo como base os princípios e diretrizes do SUS, buscando a integralidade e humanização do cuidado.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116105
Arquivos Descrição Formato
000964700.pdf (455.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.