Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do mini exame de estado mental em idosos praticantes de exercicios físicos do Projeto Celari

.

Avaliação do mini exame de estado mental em idosos praticantes de exercicios físicos do Projeto Celari

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do mini exame de estado mental em idosos praticantes de exercicios físicos do Projeto Celari
Autor Castro, Adriano Ribas de
Orientador Goncalves, Clezio Jose dos Santos
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Exercício físico
Idoso
Saúde mental
Resumo O declínio cognitivo em indivíduos idosos pode estar relacionado com o nível de atividade física. Para analisar o nível de função cognitiva de idosos pode-se utilizar o Mini-Exame do Estado Mental (MEEM). Este teste foi elaborado em 1975 por Folstein e colaboradores com a finalidade de avaliar a função cognitiva e rastreamento de quadros de demências em idosos. Para isso, o presente estudo aplicou este teste, além da realização de anamnese contendo informações como, por exemplo o grau de escolaridade dos idosos. Desde modo, o objetivo deste estudo, foi avaliar se o desempenho no MEEM pode ser influenciado pelo grau de escolaridade e tempo de prática de exercício físico através do projeto CELARI. Foram avaliados 54 idosos, onde 49 (89%) eram mulheres e 6 (11%) homens com média de idade de 70,71 ± 7,37 anos, todos os indivíduos participantes do estudo eram praticantes de exercício físico vinculados nas oficinas Centro de Estudos de Lazer e Atividade Física ao Idoso (CELARI) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Para comparar o grau de escolaridade com o resultado do MEEM, os idosos foram divididos entre 1 a 8 anos de estudo (primário e secundário) e entre 9 anos ou mais anos de estudo (Ginásio e Ensino Superior). Através da análise estatística pelo Teste-t indepentente, pode-se verificar que não houve diferença estatística (p>0,05) na pontuação do MEEM com relação ao tempo de estudo. Além disso, se fez a necessidade de redividir a população estudada em dois grupos com relação ao tempo de atividade física no CELARI, na qual foi dividida 1 a 3 anos; 4 a 6 anos, 7 a 9 anos e 10 a 13 anos de exercício físico. Também não foi encontrada diferença estatística (p>0,05) na pontuação do MEEM com relação ao tempo de exercício físico. Com isto, podemos concluir que não houve diferença estatística quando comparado a escolaridade e tempo de participação no projeto (prática de exercício físico) com o desempenho do MEEM nesta população em estudo. É importante ressaltar que se faz necessário mais estudos nesta área, afim de elucidar a influência da prática regular de exercícios físico sobre o desempenho no teste do MEEM em idosos.
Abstract Cognitive decline in the elderly may be related to the level of physical activity. The Mini-Mental State Examination (MMSE) can be used to analyze the level of cognitive function in elderly people. This test was developed in 1975 by Folstein and colleagues with the aim of assessing cognitive function and screening for dementia in olderly. For this, the present study applied afore mentioned test, in addition to performing anamnesis containing information such as the level of education of the subjects. Therefore, the objective of this study was to assess whether MMSE scores may be influenced by the level of education and length of physical exercise through CELARI project. 55 elderly subjects - where 49 (89%) were women and 6 (11%) men. With a mean age of 70.71 ± 7.37 years - were evaluated. All study participants were practitioners of exercise-related workshops at the Centre Studies Leisure and Physical Activity for the Elderly (CELARI) of the Universidad Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. To compare the level of education with the MMSE results, the participants were divided between groups of1-8 years of schooling (primary and secondary) and another of 9 years or more years of education (Gymnasium and Higher Education). Through statistical analysis through Stand-Alone t-Test, it can be seen that there was no statistical difference (p> 0.05) in MMSE scores with respect to years of formal education. Furthermore, it was necessary to re-divide the groups with respect to physical activity time in CELARI population, in which they were divided into 1-3 years, 4-6 years, 7-9 years and 10-13 years of physical exercise. Furthermore, no statistical difference (p> 0.05) in MMSE scores in regards to time of exercise were found. With this, we can conclude that there was no statistical difference when comparing schooling and time of participation in the project (physical exercise) with the performance of the MMSE in this study population. Most importantly, more studies in this area are needed in order to elucidate the influence of regular physical exercise on the MMSE test performance in elderly population.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116108
Arquivos Descrição Formato
000964709.pdf (392.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.