Repositório Digital

A- A A+

Eficácia da aplicação de ozônio gasoso em carcaças suínas na etapa de resfriamento para o controle de bactérias indicadoras e causadoras de doenças transmitidas por alimentos

.

Eficácia da aplicação de ozônio gasoso em carcaças suínas na etapa de resfriamento para o controle de bactérias indicadoras e causadoras de doenças transmitidas por alimentos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Eficácia da aplicação de ozônio gasoso em carcaças suínas na etapa de resfriamento para o controle de bactérias indicadoras e causadoras de doenças transmitidas por alimentos
Autor Werlang, Gabriela Orosco
Orientador Cardoso, Marisa Ribeiro de Itapema
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Alimentos
Bacteriologia veterinaria
Carcaça suína
Escherichia coli
Listeria
Ozônio
Salmonella
[en] Listeria sp.
[en] Ozone
[en] Pig carcasses
Resumo Tratamentos de descontaminação pós-processamento podem ser adotados como medida complementar às Boas Práticas de Fabricação e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle no processo de abate para diminuir a presença de bactérias patogênicas. O objetivo deste estudo foi testar a eficácia antimicrobiana do ozônio aplicado em carcaças suínas durante o armazenamento na câmara fria. Foi conduzido um experimento em cinco blocos consecutivos que incluíram dois tratamentos: grupo controle (T1) constituído por oito carcaças suínas submetidas ao resfriamento (16 horas a 3°C); grupo tratamento (T2) oito carcaças suínas submetidas a dois períodos de quatro horas de aplicação de até 5 ppm de ozônio durante o período de resfriamento (16 horas a 3°C). Para geração do ozônio foi utilizado um equipamento comercial (Alvap®) com cronômetro e medidor de concentração acoplados. A aplicação do ozônio foi iniciada logo após o fechamento da câmara fria. A superfície das carcaças alocadas em cada um dos grupos de tratamento foi amostrada antes e após o período de 16 horas de resfriamento. As amostras foram analisadas quanto à contagem de mesófilos aeróbios totais e presença de Escherichia coli, Salmonella sp. e Listeria sp. Isolados de Salmonella sp. e Listeria monocytogenes foram caracterizados por Eletroforese de Campo Pulsado. As médias de mesófilos aeróbios totais não diferiram significativamente (p>0,05) no grupo T1, antes e depois do resfriamento; enquanto no grupo T2 houve redução significativa (p<0,05) após o tratamento. A pesquisa de Salmonella sp. e E. coli demonstrou aumento significativo (p<0,05) no número de carcaças positivas após o resfriamento no grupo T1, enquanto não houve diferença significativa (p>0,05) no grupo T2 após o tratamento. Os isolados de Salmonella sp. foram identificados como pertencentes aos seguintes sorovares: S. Derby (7), S. Typhimurium (2), S. Agona (10) e Salmonella O:4,5 (1). Todos os sorovares, exceto o último, foram encontrados tanto no grupo T1 quanto no grupo T2. Pulsotipos de S. Agona e S. Derby foram encontrados em carcaças pertencentes ao mesmo bloco do grupo T1, antes e após o resfriamento. Não houve diferença significativa (p>0,05) entre os tratamentos e períodos amostrados na análise de Listeria sp. Nas carcaças positivas, duas espécies foram identificadas: L. inoccua (5) e L. monocytogenes (10). Três pulsotipos foram identificados entre os isolados de L. monocytogenes, sendo que o pulsotipo mais frequente incluiu oito isolados identificados em carcaças do grupo T1 amostradas antes e após o resfriamento. Diante dos resultados obtidos no presente estudo, conclui-se que a aplicação de ozônio na câmara fria, no protocolo testado, foi capaz de reduzir o número de mesófilos aeróbios totais em carcaças suínas, entretanto não foi eficaz na redução de Salmonella sp., Escherichia coli e Listeria sp.
Abstract Decontamination post-processing treatments can be adopted as a complementary measure to Good Manufacturing Practices and Hazard Analysis and Points of Critical Control Point in slaughter process to reduce the presence of pathogenic bacteria. The objective of this study was to test the antimicrobial effectiveness of ozone applied in pig carcasses during storage in the cooler. The experiment comprised five consecutive blocks that included two treatments: control group (T1) made up of eight pig carcasses subjected to cooling (16 hours at 3°C); treatment group (T2) with eight pig carcasses subjected to two periods of four hours of application of up to 5 ppm of ozone during the cooling period (16 hours at 3°C). For ozone generation, a commercial equipment (Alvap®) with timer and monitor of concentration coupled was used. The application of ozone was initiated immediately after the closing of the cooler. The surface of the animal carcasses allocated to each treatment group was sampled before and after the 16 hour cooling. The samples were analyzed for total aerobic mesophilic count and presence of Escherichia coli, Salmonella sp. and Listeria sp. Isolates of Salmonella sp. and Listeria monocytogenes were characterized by Pulsed Field Gel Electrophoresis. The average of total aerobic mesophilics did not significantly differ (p>0,05) before and after cooling in T1; while in the T2 group it was significantly reduced (p<0,05) after treatment. Salmonella sp. and E. coli showed a significant increase (p<0,05) in the number of positive carcasses after cooling in the T1 group, while there was no significant difference (p>0,05) in T2 after treatment. Salmonella sp. isolates were identified as belonging to the following serovars: S. Derby (7), S. Typhimurium (2), S. Agona (10) and Salmonella O:4.5 (1). All serotypes, except Salmonella O: 4.5 (1), were found in both groups. Pulsotypes of S. Agona and S. Derb were found in carcasses from a same batch of T1, before and after cooling. There was no significant difference (p>0,05) between treatments and periods of sampling regarding Listeria sp. In positive carcasses, two species were identified: L. inoccua (5) and L. monocytogenes (10). Three pulsotypes were identified among the isolates of L. monocytogenes, whereas the most frequent pulsotype included eight isolates identified in group T1 carcasses sampled before as well as after cooling. It was concluded that the tested protocol of ozone application during the cooling step is able to reduce the number of total aerobic mesophilic on pig carcasses, whereas it is not effective in reducing Salmonella sp., Escherichia coli and Listeria sp.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/116167
Arquivos Descrição Formato
000965537.pdf (866.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.