Repositório Digital

A- A A+

Cimento experimental bioativo à base de glicerol salicilato contendo α-fosfato tricálcico para uso endodôntico

.

Cimento experimental bioativo à base de glicerol salicilato contendo α-fosfato tricálcico para uso endodôntico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cimento experimental bioativo à base de glicerol salicilato contendo α-fosfato tricálcico para uso endodôntico
Autor Portella, Fernando Freitas
Orientador Samuel, Susana Maria Werner
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Canais radiculares : Obturacao
Cimentos
Endodontia
Fosfatos de cálcio
Hidróxido de cálcio
Materiais odontologicos
[en] Calcium hydroxide
[en] Calcium phosphates
[en] Dental cements
[en] Root canal obturation
Resumo O tratamento de canal ideal compreende a desinfecção e selamento do sistema de canais radiculares, de forma a impedir a reinfecção e permitir o reparo dos tecidos periapicais. Para isso é necessário o emprego de materiais que promovam um perfeito selamento, o que até o presente momento não foi completamente alcançado. O objetivo do presente estudo in vitro foi desenvolver um cimento endodôntico à base de resina de glicerol salicilato e α-fosfato tricálcico (αTCP), que apresente potencial de estimular a deposição mineral. Os cimentos foram formulados a partir de 70% em massa de uma resina de glicerol salicilato, obtida a partir da reação de transesterificação do salicilato de metila com o glicerol, e 30% em massa de carga inorgânica, composta de hidróxido de cálcio e αTCP, em diferentes proporções: 30% Ca(OH)2, 25% Ca(OH)2 + 5% αTCP, 20% Ca(OH)2 + 10% αTCP, 15% Ca(OH)2 + 15% αTCP. A resina sintetizada foi caracterizada por cromatografia de exclusão por tamanho, ressonância magnética de prótons e espectroscopia Raman. Os cimentos foram caracterizados quanto ao tempo de presa, degradação in vitro, potencial de alcalinização do meio, citotoxicidade e capacidade de estimular a deposição mineral. A resina de glicerol salicilato foi obtida por meio da reação de transesterificação, com 72% de rendimento. Os grupos avaliados apresentaram um tempo de presa de 240 min a 405 min e capacidade de alcalinizar o meio. Além disso, o aumento na concentração de αTCP diminuiu a degradação dos cimentos. A viabilidade celular após 48 h de contato direto com os cimentos experimentais não apresentou diferença quando comparada a um cimento obturador comercial (AH Plus) usado como referência. Os cimentos contendo 10% e 15% de αTCP exibiram a presença de uma camada superficial rica em fosfatos de cálcio após a imersão em água e simulated body fluid (SBF) por sete dias, verificada por espectroscopia Raman e MEV-EDS. Os resultados mostraram êxito no desenvolvimento do cimento endodôntico bioativo à base de resina de glicerol salicilato e α-fosfato tricálcico.
Abstract Dental root canal treatment comprises the disinfection and complete filling of root canals in order to prevent the reinfection and allows the healing of periapical tissues. The use of materials that promotes an effective sealing has no achieved at the moment. The aim of this in vitro study was to develop a root canal sealer based on a glycerol salicylate resin and α-tricalcium phosphate (αTCP) that presents potential to stimulate mineral deposition. Sealers were formulated based on 70wt% of a glycerol salicylate resin, obtained by transesterification of methyl salicylate and glycerol, and 30wt% of inorganic filler, composed by calcium hydroxide and αTCP, in different proportions: 30% Ca(OH)2, 25% Ca(OH)2 + 5% αTCP, 20% Ca(OH)2 + 10% αTCP, 15% Ca(OH)2 + 15% αTCP. Synthesized resin was characterized by proton nuclear magnetic resonance spectroscopy, size exclusion chromatography and Raman spectroscopy. Sealers were characterized based on setting time, in vitro degradation over time, pH, cytotoxicity and mineral deposition. The glycerol salicylate resin was obtained by transesterification reaction, with 72% yield. Sealers presented setting time ranging from 240 min to 405 min, and basic pH over 8.21 after 28 days. Higher αTCP concentration leads to sealers with low solubility. Cell viability after 48 h in direct contact with sealers was similar to a commercial sealer (AH Plus) used as reference. The 10% and 15% αTCP sealers exhibited a calcium-phosphate layer on its surface after immersion in water and simulated body fluid (SBF) for 7 days, verified by Raman spectroscopy and MEV-EDX. The bioactive root canal sealer based on glycerol salicylate resin containing αTCP was successfully developed.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/116455
Arquivos Descrição Formato
000955868.pdf (2.293Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.