Repositório Digital

A- A A+

Os armadores da Bahia e o tráfico interno : Joaquim Inácio da Cruz nas redes de contrabando do Rio da Prata

.

Os armadores da Bahia e o tráfico interno : Joaquim Inácio da Cruz nas redes de contrabando do Rio da Prata

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os armadores da Bahia e o tráfico interno : Joaquim Inácio da Cruz nas redes de contrabando do Rio da Prata
Autor Gonçalves, Paulo Roberto Gonchoroscki
Orientador Kühn, Fábio
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Bahia
Contrabando
Cruz, Joaquim Inácio da
História
Tráfico de escravos
Resumo O presente trabalho se propõe a estudar o tráfico interno de escravos associado ao contrabando a partir da trajetória e das redes dos homens de negócios da Bahia, com ênfase em Joaquim Inácio da Cruz. Esse comerciante que, a partir de uma rede familiar, galgou cargos administrativos e se tornou um dos homens de negócios mais importantes de Salvador e da Bahia, arrematando contratos e propondo a criação da companhia para resgate de escravos na Costa da Mina. A partir dos registros de óbitos da Colônia do Sacramento, procuramos entender as práticas e estratégias utilizadas por Joaquim no sentido de se inserir nas redes de contrabando que levavam ao Rio da Prata.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116479
Arquivos Descrição Formato
000965233.pdf (422.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.