Repositório Digital

A- A A+

Habilidades sociais na formação e no desenvolvimento de pequenas empresas de biotecnologia

.

Habilidades sociais na formação e no desenvolvimento de pequenas empresas de biotecnologia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Habilidades sociais na formação e no desenvolvimento de pequenas empresas de biotecnologia
Autor Mello, Pedro Dionizio de
Orientador Mocelin, Daniel Gustavo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Biotecnologia
Empreendedor
Habilidades sociais
Pequena empresa
Pesquisadores
Resumo A pesquisa se propõe a analisar como ocorre a dinâmica de formação de duas pequenas empresas gaúchas de biotecnologia e como pesquisadores se colocam também na condição de empresários para explorar as oportunidades abertas de inovação no setor em discussão. A capacidade dos agentes investigados de explorar e mobilizar diferentes recursos para produzir inovações biotecnológicas foi investigada à luz do conceito de “habilidade social”. No que se refere a procedimentos metodológicos, a pesquisa realizou um estudo de caso, articulando diferentes técnicas de pesquisa, como entrevistas semiestruturadas e análise de documentos. Considerando as limitações empíricas desse estudo, a pesquisa demonstrou, de maneira geral, uma tendência de formação de redes de cooperação como meio de diminuir a falta de habilidades administrativas e de recursos econômicos dos pesquisadores que se colocam também na condição de empresários. Esses achados da pesquisa precisam evidentemente ser mais bem testados com maior envergadura empírica.
Abstract The research proposes analyzing the formation of two small biotechnology companies from Rio Grande do Sul, Brazil, its dynamics and how researchers play the role of businesspeople in order to explore the opportunities of innovation in the discussed sector. The investigated agents' capability of exploiting and mobilizing different resources to produce biotechnological innovations was investigated in light of the "social skill" concept. Regarding the methodological procedures, it was done a case study articulating different research techniques, like semi-structured interviews and document analysis. Considering this study's empirical limitations, the research demonstrates, in general, that there is a trend to formations of cooperative networks as a way of reducing the lack of administrative skills and economic resources of the researches that also play the role of businesspeople. These findings obviously need to be better tested with greater empirical span.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116597
Arquivos Descrição Formato
000966215.pdf (693.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.