Repositório Digital

A- A A+

As vogais médias átonas finais no português brasileiro do século XIX : um estudo baseado em fontes de evidência direta e indireta

.

As vogais médias átonas finais no português brasileiro do século XIX : um estudo baseado em fontes de evidência direta e indireta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As vogais médias átonas finais no português brasileiro do século XIX : um estudo baseado em fontes de evidência direta e indireta
Autor Rosa, Eliane da
Orientador Monaretto, Valeria Neto de Oliveira
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Língua portuguesa (Brasil)
Vogal
[en] Final unstressed mid-vowels
[en] Heightening
[en] Portuguese of the 19th century
Resumo Este trabalho buscou investigar o fenômeno de elevação das vogais médias átonas finais no português brasileiro do século XIX a partir de dois tipos de dados empíricos: a evidência direta e a evidência indireta. Entendem-se como evidência direta as declarações de gramáticos, ortoepistas e elocucionistas por fornecerem evidências diretas sobre o estado linguístico de uma língua (BEAL, 2012). Consideram-se evidência indireta os textos, de qualquer tipo, produzidos por falantes/escritores por estes fornecerem indícios sobre o estado linguístico de uma língua (BEAL, 2012). A presente pesquisa utilizou obras metalinguísticas e didáticas como fontes de evidência direta e correspondências redigidas no século XIX como fontes de evidência indireta. Os resultados da análise de evidência indireta (registros escritos) não permitiram verificar se o fenômeno de elevação das vogais médias átonas finais atuava no português brasileiro oitocentista em virtude de não haver dados suficientes para esboçar algum julgamento. No entanto, com relação aos resultados da análise das fontes de evidência direta (obras metalinguísticas e didáticas), estes permitiram constatar que o referido fenômeno atua no português europeu desde o século XVIII, e no português brasileiro, desde o século XIX. A partir dos resultados da presente pesquisa, pode-se afirmar que o processo de elevação das vogais /e/ e /o/ não é um fenômeno exclusivo do português brasileiro atual.
Abstract This paper investigated the Brazilian Portuguese final unstressed mid-vowels heightening through two kinds of empirical data: direct evidence and indirect evidence. Direct evidence consists of the statements of grammarians, orthoepists and elocutionists because they provide intentionally evidence about the state of the language (BEAL, 2012). Indirect evidence is the texts of various kinds produced by the speaker/writer who provides unconsciously evidence on the state of the language (BEAL, 2012). This research collected metalinguistic and didactic books published from 16th century to 19th as direct evidence sources and letters written during the 19th century as indirect evidence sources. The results of the analysis of indirect evidence (written texts) did not allow to verify if the heightening of the unstressed final mid-vowels occurred in Brazilian Portuguese of the 19th century on account of not having sufficient data to outline a judgement. However, in relation to the results of the analysis of direct evidence (metalinguistic and didactic books), they allowed to prove that the heightening has happened in European Portuguese since 18th century and in Brazilian Portuguese since 19th century. From the results of this paper, it is possible to state that the heightening of the final unstressed vowels /e/ and /o/ are not an exclusive phenomenon of the Brazilian Portuguese nowadays.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/116628
Arquivos Descrição Formato
000965391.pdf (1.646Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.