Repositório Digital

A- A A+

Teorias marxistas da crise e a “controvérsia do colapso”

.

Teorias marxistas da crise e a “controvérsia do colapso”

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teorias marxistas da crise e a “controvérsia do colapso”
Autor Taveira, Alexandre Possidente
Orientador Maldonado Filho, Eduardo Augusto de Lima
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Marxismo
Modo de produção
Taxa de lucro
Teoria econômica
[en] Breakdown of capitalism
[en] Marxist Theories of Crisis
Resumo Esta dissertação tem por objetivo apresentar a evolução histórica e teórica do debate marxista acerca da relação entre as crises econômicas e o denominado “colapso” do modo de produção capitalista. Um debate que pode referido sob o nome de “controvérsia do colapso” e que esteve ligado ao surgimento e desenvolvimento das principais teorias marxistas de crise. Pretende-se explicitar os argumentos levantados ao longo da controvérsia para, posteriormente, efetuar uma avaliação crítica das diversas posições teóricas assumidas ao longo do debate. Para tanto, a exposição histórica da controvérsia será dividida em três “confrontos”, compreendendo a polêmica inicial em torno da obra revisionista de Eduard Bernstein, o debate sobre os esquemas de reprodução e a discussão acerca da taxa de lucro. Espera-se formar o quadro amplo de uma contenda histórico-teórica que atravessou a economia marxista desde praticamente seu início, destacando, na medida do possível, os autores mais influentes ou originais. Em especial, o presente trabalho é entendido como uma forma de retomar a importância de se pensar a relação entre a (re)produção capitalista, com sua crises internas, e seu fim como formação histórica.
Abstract This dissertation aims to present the historical and theoretical evolution of Marxist debate about the relationship between economic crises and the so-called "breakdown" of the capitalist mode of production. A debate that is called “the collapse controversy", and that was linked to the emergence and development of the main Marxist theories of crisis. It is intended to clarify the arguments raised along the controversy to then make a critical evaluation of the various theoretical positions taken in the debate. Therefore, the historical exposition of the controversy will be divided into three "clashes ", comprising the initial controversy surrounding the work of revisionist Eduard Bernstein, the debate on the schemes of reproduction and the discussion about the rate of profit. We expect to present the broad framework of a historical-theoretical contention that crossed the Marxist economics since almost its beginning, highlighting the most influential and original authors. In particular, this work is understood as a way of reasserting the importance of thinking about the relationship between the capitalist (re)production with its internal crises, and its end as a historical formation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/116639
Arquivos Descrição Formato
000954834.pdf (845.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.