Repositório Digital

A- A A+

A experiência da maternidade na gravidez múltipla concebida com auxílio de técnicas de reprodução assistida

.

A experiência da maternidade na gravidez múltipla concebida com auxílio de técnicas de reprodução assistida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A experiência da maternidade na gravidez múltipla concebida com auxílio de técnicas de reprodução assistida
Autor Ribeiro, Fernanda Schmitt
Orientador Lopes, Rita de Cassia Sobreira
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Infertilidade
Maternidade
Reprodução assistida
[en] Assisted reproduction
[en] Infertility
[en] Maternity
[en] Multiple pregnancy
Resumo A impossibilidade de engravidar pode desencadear consequências psíquicas importantes, visto que barra a mulher no momento em que ela sente-se pronta para vivenciar a experiência da maternidade. Nesse sentido, a reprodução assistida vem possibilitando a maternidade para aquelas que não conseguiam conceber uma criança naturalmente. Contudo, percebe-se que os impactos emocionais não estão restritos à descoberta da infertilidade, estando presentes durante o processo do tratamento. Assim, para aquelas que obtiverem sucesso no tratamento, questiona-se a configuração da experiência de maternidade em meio a este contexto, que muitas vezes está atravessado por outro aspecto: a gravidez múltipla. Para abordar este fenômeno de forma ampla, foram realizados dois estudos. O Estudo 1 tinha como objetivo investigar a experiência da implantação de múltiplos embriões em mulheres que se submeteram à técnica FIV. Para tanto, foram analisadas entrevistas de mulheres que se submeteram à FIV e que mencionaram esta questão de implantação de múltiplos embriões espontaneamente. As entrevistas ocorreram no 3º trimestre gestacional destas participantes, contando inicialmente com 21 mulheres, restando após a seleção que discriminou as que não haviam trazido este tema 14 participantes. Percebeu-se que o tema da experiência da implantação em si foi comum estando presente nos relatos das 14 mulheres. Contudo, a gravidez múltipla despertara vivências distintas em relação à gravidez singular, pois na gravidez singular fantasias quanto à implantação de múltiplos embriões foram vivenciadas, mas nas mulheres que conceberam uma gravidez múltipla estas tinham se tornado concretas, de forma que estas mulheres pareciam estar se preparando para maternidade com mais de um bebê. O Estudo 2 tinha como objetivo investigar a experiência da maternidade de uma gravidez múltipla nesse contexto. Para tanto, contou com três mulheres que estavam no seu 3º trimestre gestacional. Neste estudo, ficou evidenciado o sofrimento destas mulheres ao se defrontarem com a infertilidade conjugal e ao se submeterem a tratamentos invasivos. Contudo, verificou-se que a experiência da gravidez pode reprimir este sofrimento para que estas mulheres vivenciem integralmente a experiência da maternidade. Neste sentido, este estudo levantou a discussão de que as TRA se configuram como uma forma distinta de concepção, entretanto, não levam a uma forma distinta de maternidade.
Abstract The impossibility of getting pregnant can lead to significant psychological effects, because it represents an obstacle for a woman at a time when she feels ready to go through the experience of motherhood. In this sense, assisted reproduction has enabled the experience of motherhood for those who could not conceive a child naturally. However, the emotional impact is not restricted to the discovery of infertility, being present, often, during the treatment process. Besides, for those who are successful in treatment, it is wondered how is the experience of motherhood in this context, that can still be influenced by another aspect: multiple pregnancy. Two studies were carried out. The first study was aimed to investigate the experience of implantation of multiple embryos into women who underwent IVF technique. To this end, interviews of women who underwent IVF and who mentioned the issue of implantation of multiple embryos spontaneously were analyzed. The interviews took place in the third trimester of pregnancy, with 14 women. It was noticed that the theme of the experience of implantation itself was common to all these women. However, multiple pregnancy revealed different experiences in singular as compared to singular pregnancy. Whereas in singular pregnancy the implantation of multiple embryos was only a ´possibility which was not later confirmed, in women who conceived a multiple pregnancy the fantasy became reality, so these woman seemed to be preparing for motherhood with more than one baby. The second study was designed to investigate the experience of motherhood in the context of multiple pregnancy. This involved three women who were in their third trimester of pregnancy. In this study, it became evident the suffering of these women when they were confronted with the couple’s infertility and had to undergo invasive treatments. However, it was found that the experience of pregnancy can suppress this suffering so that these women can experience the full experience of motherhood. Thus, this study raised the discussion that although TRA involves a distinct form of conception, it does not imply a distinct form of maternity.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/117113
Arquivos Descrição Formato
000837434.pdf (1.134Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.