Repositório Digital

A- A A+

Políticas de valor nos mercados alimentares : movimentos sociais econômicos e a reconstrução das trajetórias sociais dos alimentos agroecológicos

.

Políticas de valor nos mercados alimentares : movimentos sociais econômicos e a reconstrução das trajetórias sociais dos alimentos agroecológicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Políticas de valor nos mercados alimentares : movimentos sociais econômicos e a reconstrução das trajetórias sociais dos alimentos agroecológicos
Outro título Policies of value in food markets : economic social movements and reconstruction of social trajectories of the agro-ecological food
Autor Niederle, Paulo André
Resumo Este artigo discute as disputas envolvendo a valoração dos bens nos mercados alimentares. Contrariamente ao pensamento econômico dominante, a formação do valor de um bem não é decorrência da ação de um mecanismo abstrato que regula oferta e demanda, mas das lutas políticas empreendidas por inúmeros atores que se engajam nos processos de qualificação com vistas a estabilizar determinados padrões, convenções e normas, os quais lhes possibilitam maior capacidade de controlar os mercados. A partir das contribuições da nova sociologia econômica, a análise focaliza as ações de novos movimentos sociais econômicos nos mercados para produtos orgânicos. Em reação aos processos de apropriação e convencionalização da agroecologia desencadeados pelo ingresso de novos agentes no mercado de orgânicos (produtores, certificadores, intermediários e varejistas), esses movimentos têm empreendido ações a fim de reconstruir a trajetória social dos alimentos, as quais se revertem na construção de mecanismos de requalificação que estão lastreados pelo enraizamento sociocultural da produção e do consumo alimentar.
Abstract The paper discusses the disputes involving the valuation of goods in food markets. Differing of mainstream economics, the formation of the value of a good is not due to the action of an abstract mechanism that regulates supply and demand, but the consequence of political struggles waged by several actors who are engaged in the qualification of goods in order to stabilize certain standards, conventions and rules that can provide them with more capacity to control the markets. Using the approaches of economic sociology, the analysis focuses on the actions of new social economic movements in the markets for organic foods. In response to the appropriation and conventionalization of agro-ecology carried out in consequence of the entry of new agents in the organic markets (producers, certifiers, retailers and intermediaries), a wide set of social movements has undertaken actions aimed at reconstructing the social trajectory of food, which are based on the construction of re-qualification mechanisms that are sustained by the socio-cultural embeddedness of food production and consumption.
Contido em Século XXI. Santa Maria, RS. Vol. 4, n. 1 (jan./jun. 2014), f. 162-189
Assunto Alimento orgânico
Alimentos
Consumo de alimentos
Economia
Produção de alimentos
[en] Conventions
[en] Food markets
[en] Organics
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/117312
Arquivos Descrição Formato
000965197.pdf (457.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.