Repositório Digital

A- A A+

Os impactos na carreira dos funcionários pela falta de avaliação de desempenho : um estudo de caso em uma empresa do setor bancário brasileiro

.

Os impactos na carreira dos funcionários pela falta de avaliação de desempenho : um estudo de caso em uma empresa do setor bancário brasileiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os impactos na carreira dos funcionários pela falta de avaliação de desempenho : um estudo de caso em uma empresa do setor bancário brasileiro
Autor Pieretti, Mariana Mancio
Orientador Scheffer, Angela Beatriz Busato
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Avaliação de desempenho
Carreira profissional
Setor bancário
Resumo O presente trabalho tem por finalidade identificar e analisar a percepção dos funcionários não-gerentes de três agências situadas no município de Porto Alegre a respeito da falta de avaliação de desempenho formal e o seu impacto em suas carreiras organizacionais. Como método, foi utilizada a pesquisa qualitativa através de um estudo de caso. A coleta dos dados foi feita através de entrevistas com 11 sujeitos, sendo eles 10 funcionários não-gerentes e um gerente geral, de uma das três agências analisadas, do Banco AlfaBeta S/A. A partir da análise dos dados foi possível obter resultados que evidenciaram como acontece a avaliação de desempenho informal dos funcionários não-gerentes e quais as suas necessidades de avaliação de desempenho formal, bem como de que maneira isso impactou o desenvolvimento de suas trajetórias de carreira organizacional. Além disso, foi possível destacar a importância da influência do gerente na carreira de seus funcionários. O banco possui apenas uma ferramenta de avaliação de desempenho formal que pode ser aplicada aos funcionários não-gerentes, porém sua aplicação é facultativa e alguns gerentes acabam não a utilizando. A avaliação de desempenho informal acontece apenas para os funcionários atuantes em funções comerciais e o feedback é a maneira mais utilizada para comunicá-lo, embora não seja feito da maneira mais adequada. As trajetórias da carreira organizacional dos funcionários aconteceram, de maneira geral, sem um planejamento que conciliasse as expectativas dos funcionários e as necessidades dos gerentes, afetando, portanto, a movimentação de cargos a qual foram submetidos. Na ausência de critérios definidos pela empresa, os critérios pessoais dos gerentes tornam-se definitivos para escolha de pessoal para ocupar os cargos dentro das agências. Esses critérios muitas vezes não são divulgados, o que deixa o funcionário sem rumo na empresa. Por fim, pode-se verificar que as carreiras dos funcionários não-gerentes foram impactadas pela falta de desempenho formal, tornando-os vulneráveis as escolhas dos seus gerentes, fazendo com que não desejem continuar desenvolvendo uma carreira no setor bancário no longo prazo.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/117358
Arquivos Descrição Formato
000966943.pdf (2.530Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.