Repositório Digital

A- A A+

Contribuição ao conhecimento da morfologia e biologia de espécies de CHINAVIA ORIAN (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE: NEZARINI) que ocorrem no Rio Grande do Sul, com chave para identificação de imaturos

.

Contribuição ao conhecimento da morfologia e biologia de espécies de CHINAVIA ORIAN (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE: NEZARINI) que ocorrem no Rio Grande do Sul, com chave para identificação de imaturos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contribuição ao conhecimento da morfologia e biologia de espécies de CHINAVIA ORIAN (HEMIPTERA: PENTATOMIDAE: NEZARINI) que ocorrem no Rio Grande do Sul, com chave para identificação de imaturos
Autor Fürstenau, Brenda Bianca Rodrigues Jesse
Orientador Grazia, Jocelia
Co-orientador Schwertner, Cristiano Feldens
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Chinavia orian
Hemíptero
Pentatomidae
[en] Green stink bugs
[en] Heteroptera
[en] Immatures
[en] Key
[en] Pentatominae
Resumo Em contraste com a prevalência e importância dos estágios jovens dos insetos, suas características permanecem, em grande medida, desconhecidas. Das mais de 4.100 espécies de Pentatomidae (Hemiptera, Heteroptera), apenas 125 e 98 espécies tiveram a morfologia dos estágios de ovo e ninfa descritos, respectivamente. O reconhecimento das espécies de pentatomídeos é feito com base em caracteres de morfologia externa e genitália dos adultos; porém também os estágios imaturos apresentam características as quais permitem identificações ao nível de família, gênero e espécie. O gênero Chinavia possui 32 espécies registradas para o Brasil, das quais 12 ocorrem no Rio Grande do Sul. Apesar da diversidade, da ampla distribuição e da importância agrícola do gênero, somente oito dessas espécies têm seus imaturos descritos. O presente estudo descreve a morfologia dos ovos e dos cinco ínstares ninfais das seguintes espécies: Chinavia aseada (Rolston, 1983), Chinavia armigera (Stål, 1854), Chinavia brasicola (Rolston, 1983) e Chinavia runaspis (Dallas, 1851), e a biologia das últimas três espécies citadas. Foram elaboradas descrições e ilustrações, obtidos dados morfométricos e investigados aspectos de biologia. As espécies estudadas compartilham com as demais espécies de Chinavia características diagnósticas em nível genérico. Todas as quatro espécies do presente estudo apresentam ovos de cor castanha. Entretanto, os ovos de C. armigera apresentam uma coloração brilhante, ao passo que as demais espécie tem ovos opacos. A forma do ovo, a esculturação da superfície do cório e a forma dos processos aero-micropilares são semelhantes ao que foi observado em outras espécies do gênero. No 1° ínstar, todas as espécies do gênero apresentam uma mancha dorsal, cujo tamanho e forma podem variar, bem como a coloração, que vai de amarela a vermelha. Em C. runaspis, a mancha dorsal característica do gênero apresenta tamanho maior que nas demais espécies, o que auxilia na identificação a nível específico já no 1° ínstar. A partir do 2° ínstar surgem manchas no dorso abdominal, cujo padrão de coloração e distribuição pode auxiliar na identificação a nível específico. Tais manchas se tornam mais amplas na medida em que o inseto se desenvolve. A formação do escutelo é visível no 3° ínstar. No 4° ínstar, aparecem as pterotecas mesotorácicas, mas essas não cobrem o metanoto. No 5° ínstar, as pterotecas ultrapassam ou pelo menos atingem a margem posterior do metanoto, e as ninfas já exibem diferenciação sexual. Neste ínstar as características diagnósticas tornam-se mais evidentes, o que facilita a identificação a nível específico. O tempo médio de desenvolvimento entre os estágios de ovo e adulto foi de 44,71 ± 5,59 dias. Este estudo visa ampliar o conhecimento dos imaturos de Chinavia, através de comparações com outras espécies congenéricas já conhecidas e a elaboração de chaves de identificação para as espécies sul-rio-grandenses, que por sua vez auxiliarão a identificação das ninfas, além de propiciar o encontro de caracteres, nas formas imaturas, que sejam relevantes para taxonomia e filogenia do grupo.
Abstract In contrast to the prevalence and importance of the immature stages of insects, their characteristics remain largely unknown. There are more than 4,100 species of Pentatomidae (Hemiptera, Heteroptera), but only 125 and 98 species had egg and nymphal stages morphology described, respectively. Recognition of Pentatomidae species is based mainly on characters of adults general morphology and genitalia, but also the immature stages have features which allow identification at the family, genus and species level. Chinavia has 32 species registered in Brazil, of which 12 occur in Rio Grande do Sul. Despite the diversity, wide distribution and agricultural importance of the genus, only eight of these species have their immature described. The present study describes the morphology of eggs and five nymphal ínstars of the four remaining species: Chinavia aseada (Rolston, 1983), Chinavia armigera (Stål, 1854), Chinavia brasicola (Rolston, 1983) and Chinavia runaspis (Dallas, 1851), and the biology of the last three species. Descriptions and illustrations were prepared, morphometric data obtained and aspects of biology were investigated. The species share with other species of Chinavia diagnostic features in the generic level. All four species of this study have brown eggs. However, eggs of C. armigera have a bright color, while other species have eggs opaque. The egg shape, the sculpturing of the chorion surface and shape of the aero-micropylar processes are similar to the other species. In the first ínstar, all species have a dorsal spot, whose size and shape may differ among them, as well as the color, ranging from yellow to red In C. runaspis, the dorsal spot which is characteristic of the genus is larger than in other species of Chinavia, which helps to identify the species already in the first instar. From the second ínstar the dorsal abdominal spots appear, whose staining pattern and distribution can help identify the specific level. These spots become larger with the development of the insect. The scutellum is visible in the 3rd ínstar; in the 4th ínstar, the mesothoracic wingpads appear, but these do not cover the metanotum. In the 5th ínstar, the wingpads exceed or at least reach the posterior margin of metanotum, and the nymphs already display sexual differentiation. In this ínstar the diagnostic features become more evident, easing the identification to the specific level. The average development time between egg and adult stages was 44.71 ± 5.59 days. This study aimed to expand the knowledge of Chinavia immature through comparisons with other known congeneric species and provide an identification key for the species registered in Rio Grande do Sul state, as well as help in the search for characters of the immature forms that are relevant for the taxonomy and phylogeny of the group.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/117885
Arquivos Descrição Formato
000967308.pdf (4.493Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.