Repositório Digital

A- A A+

Avaliação neuropsicológica de idosos praticantes de capoeira

.

Avaliação neuropsicológica de idosos praticantes de capoeira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação neuropsicológica de idosos praticantes de capoeira
Outro título Neuropsychological assessment of elderly doing capoeira
Outro título Evaluación neuropsicológica de ancianos practicantes de capoeira
Autor Petry, Diogo Miranda
Nery, Sheila Viviane Ribeiro
Goncalves, Clezio Jose dos Santos
Resumo Introdução: Este estudo procura contribuir com uma relação pouco explorada no meio acadêmico: capoeira, cognição e envelhecimento. Relacionando estudos sobre funções executivas e a capoeira, busca-se investigar a interligação desta arte e as funções executivas. Estas se referem a desempenhos de comportamentos complexos (memória de trabalho, flexibilidade mental, tomada de decisão) e a memória léxico- -semântica. Objetivo: Comparar o desempenho de funções executivas em idosas praticantes de capoeira e idosas não praticantes de exercício físico. Método: Estudo transversal que coletou as informações de cada participante apenas uma vez. Serão comparados dois grupos: 1) grupo de idosos praticantes de capoeira e 2) idosos que não fazem exercício físico. Para seleção e caracterização dos grupos utilizaram-se: questionário sociodemográfico, aspectos gerais de saúde e escala de hábitos de leitura e escrita, mini-exame de estado mental (MEEM) e escala de depressão de Yesavage (GDS-30). Para avaliar o desempenho das funções executivas foi realizado o teste de trilhas e as tarefas de fluência verbal. Para análise estatística dos dados será utilizado o teste de Shapiro-Wilk para normatização dos dados. O teste de t de Student e o teste U de Mann Whitney serão usados para comparar duas médias de amostras independentes. Utilizou-se a improvisação, a ação, a tomada de decisão, o equilíbrio e as noções de espaço, tempo, ritmo, música, e a compreensão do jogo da capoeira como intervenção devido à possível utilização dos processos executivos nessa arte. Resultados: Verificou-se que não houve diferença significativa nos testes realizados. Porém houve superioridade nos testes de fluência verbal e testes de trilha A e B, sendo maior em B no grupo de capoeira do que no grupo controle. Conclusão: A prática de capoeira tem uma tendência em contribuir para a melhora das funções executivas, embora os mecanismos desse benefício não estejam claros.
Abstract Introduction: This study aims to contribute to an underexplored relationship in academic studies: capoeira, cognition and aging. Relating studies on executive functions and capoeira, we seek to investigate the interconnection of this art, and executive function. These refer to the realization of complex behaviors (working memory, mental flexibility, decision making) and lexical-semantic memory. Objective: To compare the performance of executive functions in elderly women doing capoeira and the elderly women who do not exercise. Method: Cross-sectional study that collected information about each participant only one time: 1) group of elderly doing capoeira and 2) group of elderly who do not exercise. For selection and characterization of the groups we used the sociodemographic questionnaire, general health issues and scale of reading and writing habits, mini-mental state examination (MMSE) and Yesavage depression scale (GDS-30). To evaluate the performance of executive functions the trial making test and verbal fluency task were carried out. For statistical analysis the Shapiro-Wilk test for normalization of data will be used. The Student t test and Mann-Whitney U were used to compare two means for independent samples. We used improvisation, action, decision making, balance, and the notions of space, time, rhythm, music, and understanding the capoeira game as an intervention due to possible use of executive processes in the art. Results: It was found that there was no significant difference in the tests. However there was superiority in Verbal Fluency and A and B Trail tests, being higher in B in the capoeira group, than the control group. Conclusions: The practice of capoeira has a tendency to contribute to the improvement in executive functions, although the mechanisms of this benefit are unclear.
Resumen Introducción: Este estudio procura contribuir con una relación poco explorada en el medio universitario: capoeira, cognición y envejecimiento. Vinculando estudios sobre las funciones ejecutivas y la capoeira, se busca investigar la interconexión de este arte y las funciones ejecutivas. Estas se refieren a desempeños de comportamientos complejos (memoria de trabajo, flexibilidad mental, toma de decisión) y a la memoria léxico-semántica. Objetivo: Comparar el desempeño de funciones ejecutivas en ancianas practicantes de capoeira y en ancianas que no practican ejercicio física. Método: Estudio transversal que recolectó, solo una vez, las informaciones de cada participante. Se compararon dos grupos: 1) grupo de ancianas practicantes de capoeira, y 2) ancianas que no hacen ejercicio físico. Para selección y caracterización de los grupos se utilizaron: cuestionario sociodemográfico, aspectos generales de salud y escala de hábitos de lectura y escritura, miniexamen del estado mental (MEEM) y escala de depresión de Yesavage (GDS-30). Para evaluar el desempeño de las funciones ejecutivas se realizó la prueba de senderos y la de tareas de fluencia verbal. Para el análisis estadístico de los datos se utilizó la Prueba de Shapiro-Wilk para normatización de los datos. La prueba de t de Student y la prueba U de Mann Whitney se usaron para comparar dos promedios de muestras independientes. Se usó la improvisación, la acción, la toma de decisión, el equilibrio y las nociones de espacio, tiempo, ritmo, música y la comprensión del juego de la capoeira como intervención, debido a la posible utilización de los procesos ejecutivos en este arte. Resultados: se verificó que no hubo diferencia significativa en las pruebas realizadas, no obstante, hubo superioridad en las Pruebas de Fluencia Verbal y Pruebas de Sendero A y B, siendo mayor en B en el grupo de capoeira que en el grupo de control. Conclusión: La práctica de capoeira tiene una tendencia de contribuir para la mejora de las funciones ejecutivas, aunque los mecanismos de ese beneficio no estén claros.
Contido em Revista brasileira de medicina do esporte, São Paulo, SP,. Vol. 20, n. 1 (jan./fev. 2014), p. p. 51-54
Assunto Capoeira
Envelhecimento
Exercício físico
[en] Aging
[en] Executive function
[en] Physical exercise
[es] Ejercicios físicos
[es] Envejecimiento
[es] Función ejecutiva
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/118085
Arquivos Descrição Formato
000936686.pdf (125.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.