Repositório Digital

A- A A+

Bateria montreal de avaliação da comunicação : estudos teóricos, sócio-demográfico, psicométrico e neuropsicológico

.

Bateria montreal de avaliação da comunicação : estudos teóricos, sócio-demográfico, psicométrico e neuropsicológico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Bateria montreal de avaliação da comunicação : estudos teóricos, sócio-demográfico, psicométrico e neuropsicológico
Autor Fonseca, Rochele Paz
Orientador Parente, Maria Alice de Mattos Pimenta
Co-orientador Joanette, Yves
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento.
Assunto Avaliacao neuropsicologica
Comunicação
Lesão cerebral
Linguagem
Neuropsicologia
Psicometria
[en] Age
[en] Communication
[en] Education
[en] Neuropsychological evaluation
[en] Neuropsychology
[en] Psychometrics
[en] Right brain damage
[en] Right hemisphere
Resumo As especializações do hemisfério direito (HD) no processamento da função lingüística e da comunicação vêm ganhando destaque na literatura internacional, sendo ainda pouco conhecidas no contexto nacional. Conseqüentemente, há, ainda, limitados procedimentos de avaliação neuropsicológica dos distúrbios comunicativos apresentados em quadros de lesões desse hemisfério. Frente a essa demanda de ferramentas diagnósticas, a presente pesquisa teve por objetivo promover estudos teóricos e empíricos com a Bateria Montréal de Avaliação da Comunicação – Bateria MAC, versão Brasileira do instrumento canadense Protocole Montreal d’Évaluation de la Communication – Protocole MEC, analisando-se o processamento de habilidades comunicativas de ativação do HD em adultos não lesados e em indivíduos com lesão vascular nesse lado do cérebro. Essa tese está composta por quatro estudos teóricos, com os objetivos de verificar quais os indícios do papel do HD no processamento comunicativo em estudos de neuroimagem com indivíduos neurologicamente preservados (Estudo teórico 1), apresentar uma meta-análise de estudos com indivíduos com lesão vascular no HD, investigando-se o desempenho desta população no processamento comunicativo (Estudo teórico 2), apresentar uma revisão teórica sobre a avaliação neuropsicológica da linguagem após lesão cerebral, com ênfase nas avaliações funcionais (Estudo teórico 3) e promover uma caracterização da Síndrome do HD (Estudo teórico 4). Além disso, a tese também está formada por três estudos empíricos, que visam a verificar o efeito de variáveis sócio-demográficas no desempenho comunicativo avaliado pela Bateria MAC (Estudo empírico 1), a apresentar normas de desempenho quanto à idade e à escolaridade, assim como dados da fidedignidade desse instrumento (Estudo empírico 2) e a averiguar o desempenho de lesados de HD nas tarefas comunicativas da Bateria MAC, comparando-os com um grupo controle (Estudo empírico 3). Como resultados, os estudos teóricos 1 e 2 mostraram uma importante contribuição do HD no processamento comunicativo tanto em indivíduos neurologicamente saudáveis quanto em indivíduos com lesões cerebrais direitas. O estudo teórico 3 evidenciou um crescente interesse pelo exame dos aspectos funcionais. O quarto estudo caracterizou os principais sintomas cognitivos (anosognosia, heminegligência sensorial, prosopagnosia, alterações de memória visuo-espacial e de trabalho, dispraxia construtiva e disfunção executiva), comunicativos (alterações nos componentes discursivo, pragmático-inferencial, léxico-semântico e prosódico) e comportamentais (dificuldades de compreensão e produção de emoções faciais e vocais e alterações neuropsiquiátricas) da Síndrome do HD. No estudo empírico 1, foram verificados efeitos das variáveis idade e escolaridade em tarefas dos quatro processamento avaliados pela Bateria MAC, sendo o efeito da educação mais significativo. O estudo empírico 2 apresentou normas quanto à idade e à escolaridade e demonstrou uma adequada fidedignidade do instrumento investigado. Por fim, no estudo 3 observou-se efeito da lesão de HD em tarefas discursivas, pragmáticas, léxico-semânticas e prosódicas, além de uma menor homogeneidade do grupo clínico quando comparado ao controle.
Abstract Right hemisphere (RH) specializations related to language and communication functions have been focused in international literature, although they are nationally less known. Consequently, there still are reduced neuropsychological assessment procedures to evaluate communication disorders present in right brain damage. Taking this great demand of diagnosis tools into account, this research aimed to present theoretical and empirical studies with the Brazilian version of Montreal Communication Evaluation Battery – Protocole MEC, analyzing the process of communicative abilities related to RH’s activation in non-damaged adults and in individuals with a stroke in this hemisphere. This thesis is formed by four theoretical studies, with the aims to verify the literature index to right hemisphere role on communicative processing in neuroimaging studies with neurologically normal participants (Theoretical study 1), to present a meta-analysis of studies with right brain damaged participants, verifying their communicative processing (Theoretical study 2), to present a theoretical review about the language neuropsychological assessment after brain damage, emphasizing the functional evaluation (Theoretical study 3) and to promote a description of the RH Syndrome (Theoretical study 4). Moreover, the thesis also includes three empirical investigations, witch aim to verify demographic factors’ effects on communication performance evaluated by Protocole MEC (Empirical study 1), to present norms related to age and education, as well as reliability data (Empirical study 2) and to investigate right brain damaged communication performance in Protocole MEC’s tasks, comparing this clinical group with a control one (Empirical study 3). As results, theoretical studies 1 and 2 showed an important contribution of the right hemisphere to communication process in healthy and right brain damaged subjects. In the theoretical study 3, a growing interest in the evaluation of language functional components was observed. The fourth study characterized the main RH Syndrome’s cognitive symptoms (anosognosia, hemineglect, prosopagnosia, working and visual-spatial memory disorders, constructional dyspraxia and executive dysfunction), communication symptoms (discoursive, pragmatic, lexical-semantic 12 and prosodic deficits) and behavioral symptoms (difficulties in comprehension and production of facial and vocal expression, as well as neuropsychiatric disorders). In the empirical study 1, age and schooling effects were noted in tasks that evaluate the four communication components covered by the Protocole MEC. The education effect was more significant than the age one. The empirical study 2 presented norms stratified by age and education and it showed that Protocole MEC is a reliable instrument. In the study 3, a right brain damage effect was observed in discursive, pragmatic, lexical-semantic and prosodic tasks, followed by a less homogeneous performance of the clinical group compared to the control one.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/11820
Arquivos Descrição Formato
000573839.pdf (681.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.