Repositório Digital

A- A A+

Biologia de Cirrospilus neotropicus Diez & Fidalgo (Hymenoptera: Eulophidae) e atividades de parasitismo e predação sobre o minador-dos-citros, Phyllocnistis citrella Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae)

.

Biologia de Cirrospilus neotropicus Diez & Fidalgo (Hymenoptera: Eulophidae) e atividades de parasitismo e predação sobre o minador-dos-citros, Phyllocnistis citrella Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biologia de Cirrospilus neotropicus Diez & Fidalgo (Hymenoptera: Eulophidae) e atividades de parasitismo e predação sobre o minador-dos-citros, Phyllocnistis citrella Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae)
Outro título Biology of Cirrospilus neotropicus Diez & Fidalgo (Hymenoptera: Eulophidae), and its parasitism and predation activities in citrus leafminer phyllocnistis citrella Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae)
Autor Foelkel, Ester
Orientador Redaelli, Luiza Rodrigues
Co-orientador Jahnke, Simone Mundstock
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Controle biologico
Fruta cítrica
Parasito de planta
Resumo A biologia de Cirrospilus neotropicus, tendo como hospedeiro larvas de terceiro instar de Phyllocnistis citrella criadas em folhas de limoeiro ‘Cravo’ (Citrus limonia Osb.), foi avaliada em estufa climatizada (25 ± 1ºC; fotofase de 12 horas), registrando-se a duração das fases imaturas, viabilidade, longevidade e as atividades de parasitismo e predação. Avaliaram-se dois grupos de fêmeas de C. neotropicus, um provindo de câmaras pupais de P. citrella coletadas em pomares de citros da Estação Experimental Agronômica da UFRGS e outro de uma criação de laboratório. As fêmeas C. neotropicus foram mantidas em caixas gerbox, recebendo, a cada 48 horas, 12 larvas de P. citrella (substrato de oviposição), mel e pólen. O ciclo médio de ovo-adulto, respectivamente, para os indivíduos gerados por fêmeas de campo e laboratório foi de 11,76 e 11,56 dias para fêmeas e 10,96 e 10,57 dias para machos. A menor viabilidade foi registrada para a fase larval na prole de ambos os grupos de fêmeas, 57,3% - campo e 57,4% - laboratório. A longevidade média de fêmeas acasaladas (21,78 dias) foi superior a das não acasaladas (9,1 dias) no grupo do campo, o mesmo verificou-se para machos de laboratório. Registrou-se, nos dois grupos, partenogênese arrenótoca, realização de picadas alimentícias (predação), parasitismo simples e superparasitismo. Constatou-se a morte por predação em 19,51% dos hospedeiros expostos às fêmeas do campo e em 25,11% dos expostos às de laboratório. Do total de hospedeiros mortos, 80,85% foi devido ao parasitismo no grupo exposto as fêmeas de campo e 79,9% naquele exposto as de laboratório. Registrou-se 6,92% de hospedeiros mortos com superparasitismo no grupo de fêmeas do campo e 3,51% naquele exposto as de laboratório. Os resultados indicam que C. neotropicus é um inimigo natural importante para o minador-doscitros.
Abstract The biology of Cirrospilus neotropicus reared on third instar Phyllocnistis citrella larvae having Citrus limonia as host plant was evaluated under controlled conditions (25 ± 1ºC; 12 hours photophase). The survival, immatures development, longevity, parasitism and predation activities of C. neotropicus was registered. Two groups of parasitoid females were evaluated: one, in which pupae were collected on field planted citrus orchards at EEA-UFRGS, and the other group came from laboratory rearing. These females, after mating, were maintained individually on Gerbox containers with honey and pollen as food source. At each 48 hours, 12 P. citrella larvae were changed. The average biological cycle of the female progenies from orchard and laboratory generation groups were 11.76 and 11.56 days, respectively. The males progenies had biological cycles of 10.96 and 10.57 days, as well. The shortest immature survival period, for both studied groups was the larval (57.3% - field orchard group and 57.4% - lab group). The mated females average longevity (21.78 days) was superior than the non mated ones (9.1 days) for the field orchard group. The same trend was also observed for males from the lab group. Arrhenotokous parthenogenesis, host feeding (predation), simple parasitism and superparasitism were registered in both evaluated groups. From the total exposed hosts, 19.51% were killed in the field orchard group and 25.11% in the lab one, showing the good predation potential behavior of the parasitoid. Average hosts with parasitism percentages were 80.85% for the field orchard group and 79.9% for the lab group. Superparasitism registered was 6.92% from the total hosts killed by the field orchard group and 3.512% killed by the lab group. The results are good indications that C. neotropicus is an important natural enemy to the citrus leaf miner pest.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11824
Arquivos Descrição Formato
000594932.pdf (919.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.