Repositório Digital

A- A A+

Análise dos efeitos metabólicos e das alterações neuroquímicas em pacientes bipolares recém diagnosticados com o primeiro episódio de mania

.

Análise dos efeitos metabólicos e das alterações neuroquímicas em pacientes bipolares recém diagnosticados com o primeiro episódio de mania

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise dos efeitos metabólicos e das alterações neuroquímicas em pacientes bipolares recém diagnosticados com o primeiro episódio de mania
Autor Silveira, Leonardo Evangelista da
Orientador Rosa, Adriane Ribeiro
Co-orientador Kapczinski, Flávio Pereira
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Cognição
Espectroscopia de ressonância magnética
Transtorno bipolar
Resumo O conjunto das evidências atuais sobre o Transtorno do Humor Bipolar (THB) aponta para um curso progressivo modulado por fatores clínicos e ambientais, sendo possível observar este fenômeno em áreas como neurocognição, funcionalidade, neuroimagem e bioquímica. Neste contexto, ressalta-se a importância de se avaliar indivíduos bipolares precocemente na evolução da doença, reduzindo a potencial influência dos fatores já consagrados e dos fatores ainda a serem estudados no curso do THB. Os trabalhos apresentados nesta tese tiveram como objetivo principal avaliar a influência da comorbidade com obesidade na função neurocognitiva e explorar longitudinalmente a neuroquímica cerebral. O primeiro capítulo se propôs a avaliar o efeito da obesidade na função cognitiva de pacientes bipolares avaliados em no máximo 03 meses do primeiro episódio de mania e a comparação foi feita com indivíduos saudáveis. Os pacientes, embora tenham apresentado as alterações neurocognitivas esperadas para o estágio da doença, não apresentaram déficit adicional em função da comorbidade. Portanto, embora a obesidade imponha déficit adicional em pacientes bipolares com doença estabelecida, em estágios precoces do transtorno, este déficit adicional não ocorre. Considerando o impacto que a função neurocongitiva tem na evolução do THB, este achado é altamente relevante na medida em que informa sobre a oportunidade de se intervir precocemente. O segundo capítulo se propôs a investigar a evolução dos níveis de N-Acetil-Aspartato (NAA) e da combinação de Glutamato e Glutamina (Glx) no hipocampo de pacientes bipolares em primeiro episódio de mania ao longo de um ano de seguimento em comparação a indivíduos saudáveis. Não houve diferença entre os pacientes e os indivíduos saudáveis ao longo de um ano nas concentrações absolutas dos metabólitos hipocampais. Além disso, embora os pacientes tenham melhorado o desempenho funcional medido através da escala de avaliação funcional, os pacientes que se mantiveram eutímicos durante o seguimento apresentaram melhora mais robusta na funcionalidade. Considerando que pacientes bipolares com doença estabelecida apresentam concentrações cerebrais reduzidas de NAA e aumentadas de Glutamato ou de Glx, em especial no hipocampo, nossos resultados apontam para outro achado associado à neuroprogressão do THB. Os resultados apresentados nesta tese informam sobre os achados de fatores associados à progressão do THB em pacientes recém diagnosticados com o transtorno, ressaltando a importância da adoção de intervenções neuroprotetoras precocemente na evolução do THB no sentido de manter a integridade neuronal e, com isso, preservar ou melhorar o funcionamento neurocognitivo e psicossocial.
Abstract The current body of evidence about Bipolar Disorder (BD) points to a progressive course of the illness modulated by clinical and environmental factors, which is possible to be observed in areas such as neurocognition, functionality, neuroimaging, and biochemistry. In this context, it is highlighted the importance of evaluating bipolar patients in the early stages of the illness progression, reducing the potential influence of well-known factors and still to be studied aspects of the course of BD. The studies included in this thesis had the main objective of evaluating the influence of obesity as a comorbidity in the neurocognitive functioning of BD patients as well as exploring the brain’s neurochemistry longitudinally. The first chapter evaluates the effect of obesity in the cognitive functioning of BD patients recruited within 03 months of their first manic episode, and the comparison group included healthy subjects. Even though BD patients presented the expected neurocognitive deficits for the stage of the illness, no additional deficit was found as a result of the comorbidity. Therefore, although obesity imposes additional deficits on cognition of BD patients with established illness, in the early stages of the illness this additional deficit does not occur. Considering the impact of the neurocognitive functioning in the progress of BD, our findings informs about the opportunity of early interventions. The second chapter investigates the evolution of the N-Acetyl-Aspartate (NAA) and the combination of Glutamate and Glutamine (Glx) in the hippocampus of BD patients right after their first manic episode over one year of follow-up in comparison to healthy subjects. There was no difference between patients and healthy subjects over the follow-up period in the absolute concentration of brain metabolites. Furthermore, although patients improved their functional performance, patients who remained euthymic over the follow-up period presented more robust functional recoveries. Considering the fact that BD patients with established illness present increased concentrations of Glutamate or Glx, and reduced concentrations of NAA, especially within the hippocampus, our results point to findings associated with the neuroprogression of BD. The results presented in this thesis inform about factors associated with the progression of BD in patients recently diagnosed, highlighting the relevance of early neuroprotective interventions in the course of the disorder, thus maintaining neuronal integrity and, consequently, preserving or improving the neurocognitive and psychosocial functioning.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/118277
Arquivos Descrição Formato
000966882.pdf (791.4Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.