Repositório Digital

A- A A+

Pollen-ovule relation in Adesmia tristis and reflections on the seed–ovule ratio by interaction with pollinators in two vertical strata

.

Pollen-ovule relation in Adesmia tristis and reflections on the seed–ovule ratio by interaction with pollinators in two vertical strata

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pollen-ovule relation in Adesmia tristis and reflections on the seed–ovule ratio by interaction with pollinators in two vertical strata
Autor Ferreira, Nadilson Roberto
Franke, Lucia Brandao
Blochtein, Betina
Abstract The vertical distribution of pollinators is an important component in the foraging pattern of plants strata, and it influences the reproductive system (pollen/ovule ratio) and seed/ovule ratio. Niches in two different strata from Adesmia tristis Vogel were evaluated in these aspects. This plant is an endemic shrub from the Campos de Cima da Serra in Southern Brazil. The studies were carried out from January 2010, to January 2011, at Pró-Mata/PUCRS (Catholic University of Rio Grande do Sul) (29°27'-29°35'S and 50°08'-50°15'W), São Francisco de Paula, sate of Rio Grande do Sul, Brazil. Breeding system of A. tristis is mandatory allogamy. The vertical profile in A. tristis has differentiated foraging niches among the most common pollinators. Bees of Megachile genus forage in the upper stratum, and representative bees of the Andrenidae family explore the lower stratum. The upper stratum of the vertical profile had more contribution to seed production. Adesmia tristis showed evidence of pollination deficit
Resumo A distribuição vertical dos polinizadores é um importante componente no padrão de forrageamento nos estratos das plantas e influencia o sistema reprodutivo (relação pólen/ óvulo) e a razão semente/óvulo. Nichos em dois estratos diferentes de Adesmia tristis Vogel foram avaliados quanto a esses aspectos. Essa planta é um arbusto endêmico dos campos de Cima da Serra no Sul do Brasil. Os estudos ocorreram de janeiro de 2010 a janeiro de 2011, no Pró- Mata/PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) (29°27'-29°35'S e 50°08'-50°15'W), São Francisco de Paula, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. O sistema reprodutivo de A. tristis é alogamia obrigatória. O perfil vertical em A. tristis possui diferentes nichos de forrageamento entre os polinizadores mais comuns. Abelhas do gênero Megachile forrageiam no estrato superior e as abelhas representantes da família Andrenidae exploram o estrato inferior. O estrato superior do perfil vertical contribui mais na produção de sementes. Adesmia tristis apresentou evidências de déficit de polinização
Contido em Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro, RJ. Vol. 86, n. 3, (sep. 2014), p. 1327-1335
Assunto Abelha
Abelhas
Alogamia
Déficit de polinização
Forrageamento
Nichos
Planta forrageira
Polinização
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/118334
Arquivos Descrição Formato
000948020.pdf (802.0Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.