Repositório Digital

A- A A+

Diversity and population characteristics of terrestrial isopods (Crustacea, Oniscidea) across three forest environment in southern Brazil

.

Diversity and population characteristics of terrestrial isopods (Crustacea, Oniscidea) across three forest environment in southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversity and population characteristics of terrestrial isopods (Crustacea, Oniscidea) across three forest environment in southern Brazil
Outro título Diversidade de isópodos terrestres (Crustacea, Oniscidea) em três ambientes florestais no sul do Brasil
Autor Bugs, Priscila da Silva
Araujo, Paula Beatriz de
Mendonca Junior, Milton de Souza
Ott, Ricardo
Abstract Terrestrial isopods are important and dominant component of meso and macrodecomposer soil communities. The present study investigates the diversity and species composition of terrestrial isopods on three forests on the Serra Geral of the state of Rio Grande do Sul, Brazil. The area has two natural formations (Primary Woodland and Secondary Woodland) and one plantation of introduced Pinus. The pitfall traps operated from March 2001 to May 2002, with two summer periods and one winter. There were 14 sampling dates overall. Of the five species found: Alboscia silveirensis Araujo, 1999, Atlantoscia floridana (van Name, 1940), Benthana araucariana Araujo & Lopes, 2003 (Philoscidae), Balloniscus glaber Araujo & Zardo, 1995 (Balloniscidae) and Styloniscus otakensis (Chilton, 1901) (Styloniscidae); only A. floridana is abundant on all environments and B. glaber is nearly exclusive for the native forests. The obtained data made it possible to infer about population characteristics of this species. The Similarity Analysis showed a quantitative difference among the Secondary forest and Pinus plantation, but not a qualitative one. The operational sex ratio (OSR) analysis for A. floridana does not reveal significant differences in male and female proportions among environments. The reproductive period identified in the present study for A. floridana was from spring to autumn in the primary forest and Pinus plantation and during all year for the secondary forest. The OSR analysis for B. glaber reveals no significant differences in abundance between males and females for secondary forest, but the primary forest was a significant difference. The reproductive period for B. glaber extended from summer to autumn (for primary and secondary forest). This is the first record for Brazil of an established terrestrial isopod population in a Pinus sp. plantation area, evidenced by the presence of young, adults and ovigerous females, balanced sex ratio, expected fecundity and reproduction pattern, as compared to populations from native vegetation areas
Resumo Os isópodos terrestres são um importante e dominante componente nas comunidades de meso e macro-decompositores de solo. O presente estudo investiga a diversidade e composição de espécies de isópodos terrestres em três formações vegetais diferentes na Serra Geral do Rio Grande do Sul, Brasil. A área compreende duas formações naturais (Mata Primária e Mata Secundária) e área de plantio de Pinus sp. As armadilhas do tipo pitfall ficaram operantes de março de 2001 a maio de 2002, compreendendo dois períodos de verão e um de inverno. Contabilizaram-se 14 datas amostrais até a retirada das armadilhas. Foram identificadas cinco espécies de isópodos terrestres: Alboscia silveirensis Araujo, 1999, Atlantoscia floridana (van Name, 1940), Benthana araucariana Araujo & Lopes, 2003 (Philoscidae), Balloniscus glaber Araujo & Zardo, 1995 (Balloniscidae) e Styloniscus otakensis (Chilton, 1901) (Styloniscidae); somente A. floridana foi abundante em todos ambientes e B. glaber abundante nas formações naturais. Os dados obtidos possibilitaram a realização de inferências sobre as características populacionais destas espécies. A Análise de Similaridade revelou diferença quantitativa entre as áreas, mas não diferença qualitativa. A análise da Proporção Sexual Operacional (OSR) de A. floridana não revelou diferenças significativas entre a proporção sexual entre as áreas. O período reprodutivo identificado no presente estudo, para A. floridana, compreende da primavera até o outono na Mata Primária e plantio de Pinus, e durante o ano todo na Mata Secundária. A Proporção Sexual Operacional (OSR) de B. glaber não apresentou diferenças entre quantidade de machos e fêmeas na Mata Secundária, porém a Mata Primária apresenta diferença entre esta proporção. O período reprodutivo para B. glaber estende-se do verão até o outono (Mata Primária e Secundária). Este é o primeiro registro para o Brasil do estabelecimento de populações de isópodos terrestres em área de plantio de Pinus sp., evidenciado pela presença de jovens, adultos e fêmeas ovígeras, equilíbrio da proporção sexual, padrões esperados de fecundação e reprodução, comparados ao de populações em áreas com vegetação nativa.
Contido em Iheringia. serie zoologia. Porto Alegre. Vol. 104, n. 3, (set. 2014), p. 334-340
Assunto Abundância
Atlantoscia floridana
Atlantoscia floridana
Balloniscus glaber
Balloniscus glaber
Pinnus sp.
Plantações de pinus sp.
Reprodução
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/118780
Arquivos Descrição Formato
000951330.pdf (743.9Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.